Na Ásia, vencedora de prêmio ambiental da ONU impulsiona transporte verde

A Green Energy Mobility, solução criada por uma jovem nepalesa, tem como objetivo tornar o transporte público, especificamente os micro-ônibus do Nepal, uma alternativa de qualidade aos veículos particulares, contribuindo para o combate das mudanças climáticas.

Ela é uma das sete ganhadoras do prêmio Jovens Campeões da Terra 2019, concedido pela ONU Meio Ambiente a jovens empreendedores de até 30 anos. Eles recebem financiamento, orientação e apoio de comunicação para ampliar seus esforços.

"Nosso objetivo é usar o big data para coletar padrões do tráfego que possam ajudar os urbanistas a conduzirem um futuro mais eficiente", Sonika Manandhar, co-vencedora pela Ásia do prêmio Jovens Campeões da Terra 2019.

“Nosso objetivo é usar o big data para coletar padrões do tráfego que possam ajudar os urbanistas a conduzirem um futuro mais eficiente”, Sonika Manandhar, co-vencedora pela Ásia do prêmio Jovens Campeões da Terra 2019.

Sonika Manandhar (30), do Nepal, está liderando uma iniciativa comprometida em capturar dados de veículos elétricos e reduzir emissões, tornando o transporte verde mais eficiente e, ao mesmo tempo, empoderando as mulheres.

A solução de Manandhar, a Green Energy Mobility, visa tornar o transporte público, especificamente os micro-ônibus no Nepal, uma alternativa de qualidade aos veículos particulares para combater as mudanças climáticas.

Mulheres e o transporte verde

No Nepal, veículos elétricos são popularmente conhecidos como “propriedade de mulheres”. Desse modo, a iniciativa de Sonika ainda contribui para o empoderamento feminino.

A Green Energy Mobility disponibiliza às mulheres motoristas acesso a empréstimos para adquirirem esse tipo de veículo, o que, por sua vez, ajuda a fornecê-las um transporte limpo e seguro após as 20h – quando a maioria dos transportes públicos em Kathmandu termina.

“Nossa visão é ajudar as mulheres a atualizarem seus veículos elétricos através de um financiamento com juros baixos”, disse Manandhar.

Reduzindo as emissões de carbono na Ásia e no mundo

A iniciativa de Sonika Manandhar também está comprometida em auxiliar o poder público a melhorar os deslocamentos pela cidade.  “Nosso objetivo é usar o big data para coletar padrões do tráfego que possam ajudar os urbanistas a conduzirem um futuro mais eficiente”, apontou.

O setor de transporte global contribui com um terço de todas as emissões de gases de efeito estufa. Inger Andersen, Diretora Executiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), afirmou: “Nosso sucesso na redução das emissões de carbono desse setor dependerá da forma como usamos os dados disponíveis; projetamos cidades melhores; e incentivamos sistemas de transporte público mais limpos”.

Segundo Andersen, a inovação proposta pela iniciativa da Sonika Manandhar é um esforço bem-vindo para empoderar as mulheres em uma categoria tradicionalmente dominada por homens, pois afirma a importância e o lugar delas no setor dos transportes.

Markus Steilemann, CEO da Covestro – empresa que oferece o prêmio Campeões da Terra juntamente com a ONU Meio Ambiente, disse: “O mundo dos negócios precisa de ideias novas e de uma cultura de startups que enfrente os desafios ambientais globais, assegurando ao mesmo tempo o nosso crescimento a longo prazo”.

A Covestro está entre as maiores empresas globais de polímeros, e quer ajudar a tornar o mundo um lugar melhor. “Os Jovens Campeões da Terra podem ajudar a alcançar isso e todos na Covestro têm orgulho em apoiá-los”, concluiu.

Sobre os Jovens Campeões da Terra

O Prêmio Jovens Campeões da Terra começou em 2017, e é concedido anualmente pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente a jovens ambientalistas entre 18 e 30 anos de idade, por suas destacadas ideias em prol do meio ambiente.

Sonika Manandhar é uma das sete vencedoras entre África, América do Norte, América Latina e Caribe, Ásia e Pacífico, Europa e Ásia Ocidental.

Os vencedores foram homenageados durante a Cerimônia dos Campeões da Terra, na seda da ONU em Nova Iorque, no dia 26 de setembro, evento que coincidiu com a reunião anual da Assembleia Geral das Nações Unidas e a Cúpula de Ação Climática.

Sobre o PNUMA

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) é o principal porta-voz mundial em matéria ambiental. Ele proporciona liderança e incentiva parcerias no cuidado com o meio ambiente, inspirando, informando e permitindo que nações e povos melhorem sua qualidade de vida sem comprometer as gerações futuras.

O PNUMA trabalha com governos, setor privado, sociedade civil, outras entidades da ONU e organizações internacionais em todo o mundo.