Municípios de Maranhão, Pará e Amazonas discutem direitos de crianças e adolescentes

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com o Instituto Peabiru e os Governos de Maranhão, Pará e Amazonas, promove o 2º Encontro de Capacitação, nesta quarta e quinta-feira (1 e 2) em São Luís (MA) e Manaus (AM) e na quinta e sexta-feira (2 e 3) em Belém (PA).

São mais de 160 municípios confirmados para esta primeira semana, com a participação de representantes da prefeitura e adolescentes. Desde 2017, as cidades realizam várias atividades voltadas para promoção, garantia e realização dos direitos de crianças e adolescentes.

Foto: Fora do Eixo (CC)

Foto: Fora do Eixo (CC)

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com o Instituto Peabiru e os Governos de Maranhão, Pará e Amazonas, promove o 2º Encontro de Capacitação, nesta quarta e quinta-feira (1 e 2) em São Luís (MA) e Manaus (AM) e na quinta e sexta-feira (2 e 3) em Belém (PA).

São mais de 160 municípios confirmados para esta primeira semana, com a participação de representantes da prefeitura e adolescentes. Desde 2017, as cidades realizam várias atividades voltadas para promoção, garantia e realização dos direitos de crianças e adolescentes.

Entre os assuntos abordados, estão água e saneamento, nutrição, mobilização de adolescentes, ações voltadas para imunização e promoção de vacinação e a Plataforma Crescendo Juntos.

A promoção do protagonismo dos adolescentes será o destaque nesta próxima capacitação, em que meninos e meninas vão poder conhecer as propostas metodológicas especificas para eles, fazendo sugestões sobre como o trabalho pode ser conduzido com o público juvenil nos municípios.

Etapas cumpridas

As atividades do Selo UNICEF se iniciaram com o 1º Encontro de Capacitação, realizado entre os meses de novembro de 2017 e abril de 2018. Após a preparação, os municípios assumiram o desafio de promover o 1º Fórum Comunitário, momento de escuta qualificada da população em que, junto com o diagnóstico da situação da infância e adolescência, o município prepara o Plano de Ação.

Ainda como parte das atividades do Selo, os municípios devem criar a Comissão Intersetorial, encarregada de liderar todas as ações, em diálogo com o Conselho Municipal dos Direitos de Crianças e Adolescentes (CMDCA), articulado com o mobilizador de adolescente e criar o Núcleo de Cidadania do Adolescente.

Esse Núcleo visa engajar adolescentes do município para discussão de seus direitos e apoiar, entre outros, a mobilização da Campanha Fora da Escola Não Pode!, ação que deve ser desenvolvida pela Secretaria Municipal de Educação em articulação com Assistência Social e Saúde.

Clique aqui para acessar as datas das capacitações.


Mais notícias de:

Comente

comentários