Mulheres têm um papel crucial no processo de paz na Líbia, declara ONU

Chefe da UNSMIL ressalta a importância das mulheres líbias em pressionar o diálogo para uma solução pacífica no país.

Cerca de 250 mulheres líbias, reunidas na capital Trípoli, ouvem as declarações do chefe Missão da ONU na Líbia (UNSMIL), Bernardino León. Foto: UNSMIL

Cerca de 250 mulheres líbias, reunidas na capital Trípoli, ouvem as declarações do chefe Missão da ONU na Líbia (UNSMIL), Bernardino León. Foto: UNSMIL

Mulheres líbias têm um papel crucial na resolução da crise no país, declarou o chefe da Missão de apoio da ONU na Líbia (UNSMIL), Bernardino León, a 250 líbias reunidas em Trípoli, em um diálogo que tem por objetivo incluir mulheres de todas as esferas da vida no processo político.

“Nós contamos com as mulheres da Líbia, que estiveram ativas durante a revolução de 17 de fevereiro, a continuar a advogar pela solução pacífica. Contamos com vocês para espalhar a cultura da paz em suas comunidades e falar e se comprometer com todos que têm um papel em trazer estabilidade para a Líbia”, disse León, via Skype, no último sábado (4).

Ele falou sobre o progresso do diálogo político e respondeu perguntas sobre o cessar-fogo e prazo para um acordo, bem como mostrou preocupação com aqueles que buscam inviabilizar o processo. O representante da ONU também frisou que os esforços pela paz devem continuar apesar dos obstáculos, acrescentando que é necessária uma rápida solução para as dificuldades enfrentadas pelo país e o aumento de ataques terroristas pelo Estado Islâmico do Iraque e o Levante (ISIL).

Os líbios, particularmente as mulheres, têm pagado e continuam a pagar um alto preço no conflito armado no pais, disse León. O papel das mulheres em pressionar pelo processo do diálogo é essencial, assim como é essencial assegurar a implementação de qualquer acordo político resultante dessas conversas. As mulheres têm que se envolver nas conversas nos níveis municipal e tribal.