Movimentos sociais convocam população para discutir temas da Rio+20 em ato no Rio de Janeiro

Dia 25 de março sociedade civil organiza uma marcha em Ipanema para conscientizar população sobre os temas da Rio+20.

Reunião de organizações do Comitê Facilitados para a Rio+20 em preparativos para a Caravana dos Povos. No próximo dia 25 de março a sociedade civil brasileira organiza uma marcha na orla do Rio de Janeiro como um dos primeiros atos de mobilização para os temas da Rio+20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. Ao som de maracatu e carimbó, a marcha intitulada “Caravana dos Povos – A Cúpula começa a caminhar” terá atrações como oficinas de agricultura urbana e arte com lixo, além de atividades como “trocas solidárias” e limpeza de rua. O ato é aberto ao público e quem quiser pode fazer o percurso de bicicleta.

O nome da caminhada faz referência à Cúpula dos Povos, evento que ocorrerá em paralelo à Conferência oficial da ONU, em junho, e que tem como objetivo ampliar a participação da sociedade e apresentar alternativas de justiça social e ambiental. Os organizadores fazem parte do Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20 (CFSC), um grupo formado pelas principais redes, movimentos sociais e organizações não governamentais da sociedade civil nacional e internacional.

Para os membros do Comitê Facilitador, as metas a serem definidas na Rio+20 correm o risco de se limitarem aos interesses de meios corporativos e governamentais. “Tem-se construído muito mais soluções a partir do mercado, a partir de propostas de grandes corporações, uma reestruturação do capital nacional e internacional do que realmente ouvir a proposta dos povos, da sociedade”, critica Marcelo Durão, Representante da Via Campesina e do CFSC.

“A mobilização que estamos fazendo para a sociedade civil é para que a gente saiba o que está acontecendo na conferência oficial, mas também, além dos temas que a ONU vem trazendo como erradicação da pobreza e a economia verde, queremos fazer o contraponto da sociedade civil”, disse Mariana Matos de Santana, da Rede de ONG’s da Mata Atlântica e uma das organizadoras da Caravana.

A concentração da Caravana dos Povos será às 14h na estação do metrô Cantagalo e vai até o Arpoador, em Ipanema. Qualquer pessoa ou organização social pode participar do evento no dia 25, inclusive com atividades e oficinas. Quem estiver interessado em participar da organização do ato deve entrar em contato com os membros do Comitê Facilitador pelo e-mail gtrio@rio2012.org.br