Movimento HeForShe convida homens a gravar vídeo com compromisso contra o assédio sexual

Para celebrar o Dia Internacional da Solidariedade Humana, lembrado anualmente em 20 de dezembro, o movimento ElesPorElas (HeForShe, no original em inglês) da ONU Mulheres chama homens a participar de uma mobilização online pelo fim do assédio sexual. Participantes devem gravar e compartilhar um vídeo em que afirmam seu compromisso contra a violência de gênero. Cada homem deve convidar outros três a participar da iniciativa.

Mobilização do movimento ElesPorElas convida a homens a assumir publicamente compromisso pelo fim do assédio sexual. Imagem: ONU Mulheres

Mobilização do movimento ElesPorElas convida a homens a assumir publicamente compromisso pelo fim do assédio sexual. Imagem: ONU Mulheres

Para celebrar o Dia Internacional da Solidariedade Humana, lembrado anualmente em 20 de dezembro, o movimento ElesPorElas (HeForShe, no original em inglês) da ONU Mulheres lançou uma chamada urgente para que os homens do mundo todo tomem uma atitude para acabar com o assédio sexual.

A mobilização acontece no contexto do movimento #MeToo (Eu também), que viralizou no mês de outubro com o compartilhamento de histórias de assédio sexual e desigualdade de poder — na maioria dos casos, contra as mulheres. No momento em que esses relatos dominaram o noticiário, muitos homens se omitiram da conversa.

Por isso, a iniciativa HeForShe convida os homens a quebrar o silêncio em resposta a esse importante movimento, gravando um vídeo curto com um compromisso pessoal para acabar com o assédio sexual e compartilhando o vídeo pelas redes sociais como uma forma de simbolizar publicamente a sua solidariedade às milhares de vítimas dessa forma de violência. Cada homem que fizer a publicação nas redes sociais deve convidar outros três com a seguinte pergunta: “Você é #ElesPorElas #HeForShe?”.

“Os homens têm que trazer para si a responsabilidade de repreender o assédio sexual e a cultura que permite que isso aconteça. Responder com uma reprovação silenciosa não é suficiente”, declarou a subsecretária-geral das Nações Unidas e diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka. “Homens de todos os lugares têm que exercer um papel ativo de ouvir as experiências das mulheres, repreender situações de abuso e responsabilizar outros homens (além de si próprios) pelas suas palavras e atitudes.”

A HeForShe é um movimento global de solidariedade pela igualdade de gênero lançado em 2015 pela atriz inglesa Emma Watson, que mobilizou mais de 100 mil homens em três dias com um discurso impactante.

“Agora, mais do que nunca, nós precisamos que os homens se manifestem porque uma das coisas que mais contribuem para que a injustiça prevaleça é o silêncio dos homens”, disse Elizabeth Nyamayaro, assessora sênior da diretora-executiva da ONU Mulheres e idealizadora do movimento HeForShe.

“A simples pergunta ‘Você é HeForShe?’ oferece um ponto de entrada para que os homens mostrem sua solidariedade – porque, enquanto a busca da igualdade de gênero for uma luta entre homens e mulheres, ninguém vai ganhar”, acrescentou.

Para conhecer o movimento ElesPorElas (HeForShe) e participar, acesse: www.ElesPorElas.org ou www.HeForShe.org/pt

Para participar da ação “Você é HeForShe?” nas redes sociais, use as hashtags #ElesPorElas e #HeForShe e siga as páginas no Facebook, Twitter e Instagram. As mesmas hashtags também pode ser usadas para acompanhar a mobilização dos homens.