Missão da ONU na Líbia alerta para violação da dignidade humana em meio à violência no país

A UNSMIL pediu que as autoridades ponham fim à instabilidade no país, que ameaça o Estado de Direito e o respeito pelos direitos humanos e mina os valores que os líbios defendem.

Rua em Trípoli, capital da Líbia. Foto:UNSMIL/Abbas Toumi

Rua em Trípoli, capital da Líbia. Foto:UNSMIL/Abbas Toumi

A Missão da ONU na Líbia (UNSMIL) alertou nesta terça-feira (25) para a violação da dignidade humana em meio à violência no país e pediu às autoridades que ponham fim à instabilidade, que ameaça o Estado de Direito e o respeito pelos direitos humanos.

Os alvos da violência são juízes, membros das forças de segurança, ativistas, civis, cidadãos árabes e estrangeiros, assim como centros de votação e prédios do governo e de missões diplomáticas.

“A UNSMIL pede a todos os oficiais e forças que façam o possível para pôr fim a todos os atos que ameaçam a estabilidade na Líbia, colocam a segurança de seu povo em risco, violam a dignidade humana em risco e minam os valores que os líbios defendem”, afirmou a Missão em um comunicado de imprensa.

A Missão tem apoiado os esforços do governo líbio para garantir o sucesso do processo de transição democrática no país, em curso desde a derrubada do presidente Muamar Kadafi na revolução de 17 de fevereiro, há três anos.