Ministros latino-americanos e caribenhos debatem finanças públicas na sede da CEPAL

O Seminário Regional de Política Fiscal, principal referência para a discussão de temas relacionados às finanças públicas dos países da América Latina e do Caribe, realizará sua 31ª edição em 25 e 26 de março na sede da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em Santiago, no Chile.

O evento, organizado pela CEPAL com apoio de Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional (FMI), reunirá ministros da Fazenda de dez países da região e terá transmissão ao vivo pela Internet.

O seminário será inaugurado na segunda-feira (25) por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL. Foto: Agência Brasil

O seminário será inaugurado na segunda-feira (25) por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL. Foto: Agência Brasil

O Seminário Regional de Política Fiscal, principal referência para a discussão de temas relacionados às finanças públicas dos países da América Latina e do Caribe, realizará sua 31ª edição em 25 e 26 de março na sede da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em Santiago, no Chile.

O evento, organizado pela CEPAL com apoio de Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional (FMI) e sob auspícios da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), reunirá ministros e vice-ministros da Fazenda de dez países da região e especialistas de organismos internacionais, academia, organizações da sociedade civil e ONGs.

Os participantes abordarão tendências e desafios da política fiscal na região diante das atuais conjunturas nacionais, regionais e globais, assim como perspectivas dos organismos internacionais frente aos desafios fiscais.

Serão analisados temas como a tributação da economia digital, os impostos verdes e saudáveis, o gasto público diante da transição demográfica-epidemiológica e a situação fiscal dos governos subnacionais.

O seminário será inaugurado na segunda-feira (25), às 9h, por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL; Francisco Moreno Guzmán, subsecretário de Fazenda do Chile; e Enrique Ojeda Vila, embaixador da Espanha no Chile.

Também na segunda-feira, Bárcena apresentará o “Panorama Fiscal da América Latina e do Caribe 2019”, principal publicação anual da CEPAL que analisa e apresenta os principais resultados da dinâmica fiscal dos países da região durante o último ano.

A publicação também inclui um exame de alguns elementos da política tributária que ajudariam a impulsionar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, assim como a mobilização de recursos locais.

Na sessão da tarde, haverá uma reunião de organizações internacionais incluindo CEPAL, Banco Mundial, OCDE e BID. Além disso, será apresentado o relatório “Estatísticas Tributárias na América Latina e no Caribe (edição 2019)”, feito em conjunto por CEPAL, OCDE, Centro Interamericano de Administrações Tributárias (CIAT) e BID.

Os meios de comunicação estão convidados a assistir ao seminário. Jornalistas devem levar a credencial do veículo de comunicação ou carteira de identidade para ter acesso ao edifício da CEPAL.

Mais informações, incluindo o programa do evento, estão disponíveis neste link.

A reunião será transmitida na íntegra pelo YouTube.

Serviço

31º Seminário Regional de Política Fiscal.
De 25 a 26 de março de 2019.
Sede da CEPAL: Av. Dag Hammarskjöld 3477, Vitacura, Santiago, Chile (Sala Raúl Prebisch).