Ministros das Américas participam de 72ª Assembleia Mundial da Saúde em Genebra

Autoridades de saúde das Américas participam até 28 de maio da 72ª Assembleia Mundial da Saúde, que acontece em Genebra, na Suíça. O evento reunirá mais de 4 mil delegados dos 194 países que compõem a Organização Mundial da Saúde (OMS) para tratar dos principais problemas referentes ao tema no mundo.

Durante a Assembleia, os países buscarão acordos sobre como alcançar a cobertura universal de saúde por meio da atenção primária, recursos humanos para o setor, bem como um plano de ação global sobre segurança dos pacientes.

A Assembleia Mundial da Saúde é o órgão supremo de tomada de decisão da OMS. Suas principais funções são determinar as políticas da Organização, indicar um diretor-geral, supervisionar as políticas financeiras e revisar e aprovar o orçamento.

Delegações participam de reunião da 71ª Assembleia Mundial da Saúde, realizada no ano passado. Foto: OMS

Delegações participam de reunião da 71ª Assembleia Mundial da Saúde, realizada no ano passado. Foto: OMS

Autoridades de saúde das Américas participam até 28 de maio da 72ª Assembleia Mundial da Saúde, que acontece em Genebra, na Suíça. O evento reunirá mais de 4 mil delegados dos 194 países que compõem a Organização Mundial da Saúde (OMS) para tratar dos principais problemas referentes ao tema no mundo.

Durante a Assembleia, os países buscarão acordos sobre como alcançar a cobertura universal de saúde por meio da atenção primária, recursos humanos para o setor, bem como um plano de ação global sobre segurança dos pacientes.

Na ocasião, também serão discutidos saúde, mudança climática e meio ambiente, acesso a medicamentos e vacinas, promoção da saúde para refugiados e migrantes, além de preparação e resposta a emergências, entre outras questões relevantes.

A região das Américas participa com seus representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), escritório regional da OMS para as Américas, chefiado por Carissa F. Etienne, bem como por delegações nacionais lideradas pelas respectivas autoridades nacionais de saúde.

A Assembleia Mundial da Saúde é o órgão supremo de tomada de decisão da OMS. Suas principais funções são determinar as políticas da Organização, indicar um diretor-geral, supervisionar as políticas financeiras e revisar e aprovar o orçamento.

Neste ano, os ministros e autoridades de saúde do mundo foram convidados a falar no plenário “Saúde para todos: sem deixar ninguém para trás”.

As delegações receberão informes técnicos sobre um plano de ação global para uma vida saudável e bem-estar para todos; o surgimento de novas tecnologias; a cobertura universal de saúde; a necessidade de fortalecer os esforços na área da saúde mental; investimento em postos de trabalho em saúde; a promoção local de medicamentos e tecnologias em saúde; instalações de saúde sustentáveis, de economia verde e resilientes às mudanças climáticas; e uma nova visão para o alcance de uma população mais saudável.

Paralelamente à Assembleia, as delegações das Américas também promoverão uma série de eventos relacionados à saúde universal; doenças não transmissíveis; acesso a medicamentos e produtos de saúde acessíveis; envelhecimento saudável; migração e saúde universal; esforços para eliminar a malária; e poluição do ar, entre outros temas.


Comente

comentários