Ministério da Cidadania homenageia OPAS/OMS por apoio ao projeto Criança Feliz

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) recebeu do Ministério da Cidadania prêmio pelo apoio concedido ao Projeto de Atenção à Primeira Infância do governo federal, Criança Feliz.

Placa em homenagem ao trabalho da agência foi entregue na última quinta-feira (12) à representante da OPAS e da OMS no Brasil, Socorro Gross, pelo ministro Osmar Terra. Na ocasião, Organização das Nações Unidas no Brasil, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) também receberam homenagens.

O Criança Feliz atua desde 2016 em 2.787 municípios brasileiros e já alcançou mais de 850 mil crianças e gestantes. Trabalho articula setores da saúde; assistência social; educação; justiça; cultura; e direitos humanos, e promove o acompanhamento e o desenvolvimento saudável de crianças até seis anos de idade, auxiliando na redução das desigualdades e a erradicação da pobreza no país.

Programa 'Criança Feliz' já alcançou mais de 850 mil crianças e gestantes dentre as famílias mais pobres do país. Foto: Ministério da Cidadania.

Programa ‘Criança Feliz’ já alcançou mais de 850 mil crianças e gestantes dentre as famílias mais pobres do país. Foto: Ministério da Cidadania.

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) recebeu na última quinta-feira (12), do Ministério da Cidadania, um prêmio de reconhecimento por sua parceria e apoio ao programa Criança Feliz.

Na cerimônia, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, entregou à representante do organismo internacional no Brasil, Socorro Gross, uma placa em homenagem ao trabalho realizado junto à pasta.

Socorro Gross, representante da OPAS e da OMS no Brasil, recebe prêmio do ministro Osmar Terra pelo trabalho realizado pela agência no projeto Criança Feliz. Foto: OPAS/OMS.

Socorro Gross, representante da OPAS e da OMS no Brasil, recebe prêmio do ministro Osmar Terra pelo trabalho realizado pela agência no projeto Criança Feliz. Foto: OPAS/OMS.

Na ocasião, outros organismos internacionais também foram homenageados – entre eles a Organização das Nações Unidas no Brasil, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Também receberam honrarias supervisores e coordenadores do PNUD de dez municípios brasileiros.

Sobre o projeto

O Criança Feliz, que teve início em 2016, é uma política pública com foco no desenvolvimento adequado na primeira infância. Foto: Ministério da Cidadania.

O Criança Feliz, que teve início em 2016, é uma política pública com foco no desenvolvimento adequado na primeira infância. Foto: Ministério da Cidadania.

O Criança Feliz, que teve início em 2016, é uma política pública com foco no desenvolvimento adequado na primeira infância e articula um trabalho entre os setores de saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos.

O programa já foi implementado em 2.787 municípios brasileiros, computando o atendimento de mais de 850 mil crianças e gestantes.

Ao todo, já foram realizadas 24,4 milhões de visitas domiciliares por cerca de 24,6 mil profissionais capacitados que orientam sobre o desenvolvimento de crianças com até três anos de idade que constam no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, e com crianças de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Saiba mais sobre o projeto aqui.

Clique aqui e conheça a cartilha “Jogos e Brincadeiras das Culturas Populares na Primeira Infância”, produzida no contexto do projeto Criança Feliz.