Milhões de pessoas não desfrutam plenamente da TV, revela estudo da UIT

No relatório ‘Construindo Acessibilidade para TV’ são listados serviços de acesso como legendas, língua de sinais para surdos, descrição por áudio e outros dispositivos.

A televisão é a tecnologia mais universal do mundo. Quase toda superfície do planeta está coberta por sinais de TV, atendendo um total de 1,4 bilhão de famílias, o equivalente a 98% das habitações nos países desenvolvidos e cerca de 73% no mundo em desenvolvimento. Os dados são de um relatório lançado hoje (05/12) pela União Internacional de Telecomunicações (UIT).

Milhões de pessoas, no entanto, vivem com deficiências que as impedem de desfrutar plenamente o conteúdo audiovisual, afirma o relatório intitulado Construindo Acessibilidade para TV. No documento são listados serviços de acesso necessários para essas pessoas, como legendas, língua de sinais para surdos, descrição por áudio para os deficientes visuais, dispositivos de controle remoto para os idosos e aqueles com destreza reduzida.

Em linha com os objetivos dos direitos humanos, segundo o relatório, a televisão quando acessível pode apoiar a inclusão social de populações imigrantes, atender às necessidades dos mais velhos e melhorar a alfabetização – não apenas para pessoas com deficiência, mas para os grupos não-escolarizados e marginalizados.

Acesse o relatório clicando aqui.