Michelle Bachelet destaca agenda de ações para promover a igualdade de gênero

A diretora da ONU Mulheres fez um balanço sobre o primeiro ano de operações da Organização e delineou o programa de ações para 2012.

ONU MulheresNa conferência de imprensa realizada hoje (02/2), em Nova York, a diretora executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, pediu maior compromisso em favor das mulheres e da igualdade de gênero, diante das crises políticas e econômicas que ameaçam o progresso nos direitos das mulheres. Durante a conferência de imprensa, Bachelet fez um balanço sobre o primeiro ano de operações da ONU Mulheres e delineou o programa de ações da organização para este ano.

“Minha principal prioridade para 2012 será renovar os esforços para alavancar o empoderamento econômico e a participação política. Isto é em resposta às demandas das mulheres e também aos recentes acontecimentos, para as transformações que ocorrem nas esferas política, social e econômica”, disse Bachelet. “Com a crescente demanda por justiça, as próximas eleições em muitos países e a transição política, podemos abrir portas mais largas para mulheres em busca da dignidade e direitos que todos os seres humanos têm direito”, acrescentou.

Focando os dois principais acontecimentos que dominaram o debate global em 2011 – os movimentos democráticos nos Estados Árabes e a continuidade das crises financeira e econômica – Bachelet destacou os desafios que surgiram para os direitos das mulheres, mas também as oportunidades, e a resposta da ONU Mulheres para o cenário de mudanças na geopolítica. A organização está trabalhando cada vez mais com o setor privado: 257 CEOs, até agora, assinaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres que apresenta um guia empresarial para a criação de mais e melhores condições equitativas para as mulheres. Os Princípios foram desenvolvidos pela ONU Mulheres em colaboração com o Pacto Global das Nações Unidas. A conferência de imprensa marcou a realização do primeiro ano da ONU Mulheres, em que a organização destacou seu progresso, desafios e prioridades para 2012.

Com o novo gerenciamento da ONU Mulheres, primeiro plano estratégico e orçamento operacional estabelecidos, Bachelet destacou algumas conquistas importantes ao longo deste primeiro ano da organização, tais como: presença de mulheres líderes durante a Assembleia Geral da ONU para pedir às lideranças mundiais mais mulheres na política e trabalho em ambientes favoráveis.

Em 2011, as contribuições para a ONU Mulheres totalizaram US$ 235 milhões, representando um aumento de 33% a partir de 2010, e uma ampliação da base de doadores. Entretanto, será necessário intensificar os esforços de captação de recursos para alcançar a meta de US$ 700 milhões para 2012-2013.

“Nós simplesmente não podemos mais negar o potencial da metade da população. O mundo precisa aproveitar o talento e a sabedoria das mulheres. Se o problema é a segurança alimentar, a recuperação econômica, saúde ou paz e segurança, a participação das mulheres é necessária agora mais do que nunca “, concluiu Michelle Bachelet.

A Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) é a organização da ONU dedicada à igualdade de gênero e ao empoderamento das mulheres.

Clique aqui para mais informações