Metodologia da Rio+20 para uso eficiente de papel é testada em reunião de chefes da ONU

Redes sociais privadas, plataformas colaborativas e outras tecnologias da informação e comunicação (TICs) já são testadas para substituir o papel.

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) adotará dispositivos inteligentes e um sistema on-line de participação a distância para usar o mínimo de papel durante as reuniões. Esse sistema está sendo desenvolvido pela União Internacional de Telecomunicações (ITU) e será testado como projeto piloto na reunião do Conselho dos Chefes Executivos das Nações Unidas e suas organizações, iniciada hoje (13/04) em Genebra, Suíça. Essa é a primeira vez que a ITU participa da reunião do Conselho em conjunto com a Organização Meteorológica Mundial (OMM) para discutir o uso mais eficiente do papel e apresentar a tecnologia.

Um sistema semelhante já havia sido testado na última Conferência Mundial de Radiocomunicações, que contou com a participação de mais de três mil delegados. O evento foi realizado quase 100% sem papel e poupou a impressão de cerca de 98 milhões de páginas, evitando a emissão de 960 toneladas de CO2.

O objetivo da ONU é circular o máximo possível a informação através de redes sociais privadas e outras Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs). Dessa forma, espera-se não só melhorar a produtividade dos encontros como reduzir os impactos ambientais. Além da Rio+20, também está previsto o uso dessas ferramentas durante a 67ª Assembleia Geral da ONU, em setembro deste ano na sede da organização em Nova York.

O Conselho de Chefes Executivos das Nações Unidas se reúne duas vezes por ano sob a presidência do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.