Manual dá diretrizes para arquitetura e engenharia de hospitais universitários federais

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) publicaram este mês manuais de arquitetura e engenharia para hospitais universitários federais vinculados à instituição.

Os documentos trazem orientações para a definição dos materiais de revestimentos e de sistemas de infraestrutura, como ar condicionado e aquecimento. Também propõem técnicas que contribuem para a sustentabilidade da edificação, reduzindo o consumo de energia e de água.

O material será utilizado pela equipe de arquitetura e engenharia da Rede EBSERH, mas também pode ser empregado como referência por outros hospitais e escritórios de arquitetura.

Hospital Universitário de Dourados (MS). Foto: EBSERH.

Hospital Universitário de Dourados (MS). Foto: EBSERH.

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) publicaram este mês manuais de arquitetura e engenharia para hospitais universitários federais vinculados à instituição.

O “Manual de Especificação de Materiais de Revestimento em Hospitais Universitários” e o “Manual de Diretrizes de Sustentabilidade para Projetos de Arquitetura e Engenharia em Hospitais Universitários” da Rede EBSERH estão disponíveis gratuitamente online (clique aqui).

O material será utilizado pela equipe de arquitetura e engenharia da Rede EBSERH, mas também pode ser empregado como referência por outros hospitais e escritórios de arquitetura.

Os documentos trazem orientações para a definição dos materiais de revestimentos e de sistemas de infraestrutura, como ar condicionado, aquecedor e captação de água e energia solar. Também propõem técnicas e materiais que contribuem para a sustentabilidade, reduzindo o consumo de energia e de água e, consequentemente, o impacto ambiental da edificação.

As diretrizes também têm como objetivo garantir o bem-estar dos usuários dos espaços e melhorar a operação e a manutenção dos sistemas de infraestrutura. Tais metas estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, principalmente o ODS 4 — educação de qualidade — uma vez que as instalações serão utilizadas para o ensino.

Os manuais são resultado de uma cooperação entre o UNOPS e a EBSERH. Durante o período de execução do projeto, também foram elaborados documentos como roteiros de planejamento assistencial hospitalar e de análise de projetos e documentação padronizada de suporte.

“O objetivo destes manuais é ter uma aplicação prática, facilitando os trabalhos das áreas técnicas de infraestrutura da EBSERH”, explica o gerente de projetos do UNOPS, Rafael Esposel.

Atualmente, os conceitos dos manuais já estão sendo aplicados em projetos-piloto de sete hospitais universitários federais, sendo que os da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) e da Unidade Materno Infantil da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), no Mato Grosso do Sul, já estão em fase de obras.

Claudia Valenzuela, representante do UNOPS no Brasil, ressalta que os manuais são fruto de um trabalho conjunto. “Esse tipo de cooperação é muito importante para ampliar a capacidade dos nossos parceiros, impactando diretamente na maneira como os hospitais de ensino são projetados e construídos”.

O vice-presidente da Rede EBSERH, Arnaldo Medeiros, ressalta a importância da troca de conhecimento entre as instituições. “Além de possibilitar a criação de projetos para novos edifícios, novos hospitais, a EBSERH terá ainda o incremento de novas tecnologias, uma vez que os manuais transferem o conhecimento do UNOPS, podendo replicá-los para projetos futuros”, explica Medeiros.

O Manual de Revestimento é uma ferramenta auxiliar no processo de seleção e especificação de materiais de revestimentos, fornecendo informações básicas sobre os principais materiais utilizados no revestimento de paredes, pisos, tetos e forros, além de listar os critérios para avaliação e definição dos tipos de materiais mais apropriados para cada setor funcional.

De acordo com Pedro Moura, analista na área de arquitetura da EBSERH, “o manual indica a especificação correta dos materiais para a definição do padrão de cada hospital, o que vai dar uniformidade aos ambientes e facilidade de substituição na manutenção predial e também na definição de procedimentos operacionais padrão (POPs) para higienização”.

Para a enfermeira Bárbara Tavares, do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o documento surge em um momento oportuno. “Meu grande sofrimento hoje é a falta de padronização, que inviabiliza boa parte do trabalho da higienização e limpeza. Acredito que somente quem conhece e sabe do que realmente precisa, alcança resultados satisfatórios”, diz a profissional que atua no setor de hotelaria.

Já o Manual de Sustentabilidade representa um passo inicial para a concretização de uma ferramenta a ser utilizada desde o início do planejamento de obras e da manutenção dos hospitais da rede.

Segundo Ludmila Fernandes, arquiteta do Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol-UFRN), as diretrizes sustentáveis para os projetos arquitetônicos e complementares servirão de norteadores para identificar, entre as várias possibilidades de sistemas e soluções, a que é mais viável e compatível com as especificidades locais. “Isso possibilitará obter o menor impacto ambiental e também ser mais eficiente do ponto de vista de economia e do conforto ambiental”, afirma.

UNOPS

O UNOPS é um organismo operacional das Nações Unidas. Em todo o mundo, o escritório apoia o Sistema ONU, seus parceiros e governos a fornecer soluções nas áreas de assistência humanitária, desenvolvimento, paz e segurança. Sua missão é ajudar as pessoas a melhorar suas condições de vida e os países a alcançar a paz e o desenvolvimento sustentável, de acordo com os objetivos da Agenda 2030.

O organismo das Nações Unidas foca seu trabalho na implementação de projetos e está comprometido com os valores da ONU e com a eficiência do setor privado. Os serviços prestados pelo UNOPS abrangem as áreas de infraestrutura, gerenciamento de projetos, compras, gestão financeira e recursos humanos.

Os parceiros solicitam os serviços para complementar suas próprias capacidades, aumentar a velocidade, reduzir riscos, promover a relação custo-benefício e melhorar a qualidade de seus projetos em diferentes áreas.

EBSERH

Vinculada ao Ministério da Educação, a EBSERH atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à rede.


Comente

comentários