Mais de um milhão de crianças brasileiras escreverão para Papai Noel em 2014, estima agência da ONU

Segundo os dados coletados pela União Postal Universal, o país é o terceiro em volume de correspondências para esse ícone natalino. Serviços de correios de todo o mundo se mobilizam para dar resposta aos pedidos.

Voluntários e funcionários distribuem presentes da campanha "Papai Noel dos Correios". Foto: Correios/Rogério Marcos Freitas

Voluntários e funcionários distribuem presentes da campanha “Papai Noel dos Correios”. Foto: Correios/Rogério Marcos Freitas

Na era da Internet, das comunicações virtuais e das mensagens curtas, o ato de escrever e enviar cartas para o Papai Noel continua popular em todo o mundo. Neste ano, os serviços postais do planeta estimam processar mais de 7 milhões de cartas com pedidos de crianças para esse símbolo da generosidade natalina.

De acordo com os dados coletados pela União Postal Universal (UPU) da ONU, em 2013 o Canadá liderou o número de cartas enviadas com 1.480.000, seguido por França (1.220.000) e Brasil (1.011.443). Os números são em média 10% mais altos do que no ano anterior, o que indica que a prática de escrever para Papai Noel, ou outras figuras natalinas – como os três reis magos ou São Nicolás – continua presente entre as novas gerações.

Para os serviços de correio, esse período do ano serve para ensinar as crianças sobre a importância de escrever e enviar corretamente as cartas. E para não deixar as crianças aguardando uma resposta, vários países contam um serviço especial de “ajudantes de Papai Noel” para responder cada mensagem.

No Canadá, as respostas chegam em mais de 30 línguas, inclusive em Braile. Na Irlanda, mais de 9 mil voluntários asseguram que todas as crianças recebem uma réplica às suas mensagens. E na França, o secretariado do Papai Noel trabalha em Libourne e conta com o auxílio de 100 funcionários em 11 oficinais regionais.

Campanha brasileira

Para manter a magia acesa, os serviços postais oferecem diversos serviços para atender àqueles que expressam no papel seus desejos para esse fim de ano. No Brasil, a campanha “Papai Noel dos Correios” comemora 25 anos em 2014, dando uma oportunidade aos brasileiros de escolherem uma carta e realizarem o sonho de uma menina ou menino no natal. Para celebrar as bodas de prata dessa iniciativa, uma exposição em São Paulo exibe as cartas mais criativas de crianças recebidas durante esse período.

Em Portugal, o Correio dedicou um site e publicou a carta de mais de 2 mil crianças desfavorecidas em suas oficinas para possibilitar que seus pedidos sejam cumpridos. A Grécia, por sua vez, lançou selos musicais natalinos

Apesar de muitas crianças pedirem brinquedos, os pedidos por roupas, animais de estimação e irmãs e irmãos parecem estar crescendo, segundo a análise dos Serviços de Correio mundial. Outras desejam algo ainda mais simples, e pedem apenas boa fortuna ou saúde para o ano seguinte.