Mais de 400 mil crianças estão em risco de morte por malnutrição na RD Congo, alerta UNICEF

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Mais de 400 mil crianças da República Democrática do Congo (RDC) estão “em risco de morte” na região do Kasai devido à escassez de comida causada por conflitos e deslocamentos, afirmou um funcionário sênior da ONU após uma visita ao local.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) emitiu o alerta em maio e, desde então, tem ampliado suas ações destinadas às pessoas atingidas.

Crianças vão à aula em uma escola temporária no vilarejo de Mulombela, região de Kasai. Foto: UNICEF/Vincent Tremeau

Crianças vão à aula em uma escola temporária no vilarejo de Mulombela, região de Kasai. Foto: UNICEF/Vincent Tremeau

Mais de 400 mil crianças da República Democrática do Congo (RDC) estão “em risco de morte” na região do Kasai devido à escassez de comida causada por conflitos e deslocamentos, afirmou um funcionário sênior da ONU após uma visita ao local.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) emitiu o alerta em maio e, desde então, tem ampliado suas ações destinadas às pessoas atingidas.

Antes da escalada de violência entre o governo e milícias tribais em meados de 2016, os habitantes do Kasai possuíam pouca experiência com conflitos, de acordo com o porta-voz do UNICEF, Christophe Boulierac.

Boulierac retornou recentemente da RDC, onde afirmou que foi pessoalmente afetado pela situação dolorosa que encontrou.

“O que vi realmente me chocou em um nível pessoal. A situação no local é absolutamente assustadora, no sentido que pessoas tinham que fugir em arbustos com famílias e crianças”, declarou.

Claramente comovido, o oficial do UNICEF, que trabalhou em campo na África, Ásia e Caribe, declarou que “frequentemente afirmamos que crianças estão em risco de morte. Mas não é isso que estamos dizendo sobre a região do Kasai. Crianças estão morrendo, eu vi isso”, completou Boulierac.

Cerca de 3,8 milhões de pessoas possuem necessidade de assistência humanitária na região do Kasai, incluindo 2,3 milhões de crianças. Pelo menos metade de todas as crianças com menos de cinco anos de idade na região – o que corresponde a 770 mil do total – está sofrendo de malnutrição aguda.

Além disso, cerca de 400 mil crianças apresentam malnutrição severa, de acordo com um relatório do UNICEF publicado essa semana.

O UNICEF diz que muitas famílias têm sido forçadas a deixar suas casas por impossibilidade de plantar e colher ao longo das três últimas temporadas. O relatório também descreve que milhares de crianças foram recrutadas por grupos armados e milícias, e que centenas de escolas e centros médicos foram saqueados, queimados ou destruídos.

Para apoiar programas de assistência para as crianças do Kasai em 2018, o UNICEF pede 88 milhões de dólares. O Fundo só possui 25% de financiamento até agora.


Mais notícias de:

Comente

comentários