Líbia: ONU lança primeiro navio de ajuda de Benghazi para Misrata

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) lançou o primeiro navio para transportar suprimentos e trabalhadores de ajuda humanitária da cidade líbia de Benghazi para Misrata.

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) lançou o primeiro navio com uma programação regular para transportar suprimentos e trabalhadores de ajuda humanitária da cidade líbia de Benghazi para Misrata, que tem sido palco de alguns dos piores conflitos do país. O navio fará uma ou duas viagens por semana entre as duas cidades durante este mês, segundo informou a agência em uma atualização de suas operações na Líbia.

O PMA também enviou quase 800 toneladas de alimentos para a região através de rotas de abastecimento, através da fronteira com a Tunísia e pelo interior da Líbia. Como parte da resposta regional a emergências, o PMA tem mais de 21.700 toneladas de ajuda alimentar prontas para serem entregues. Em Misrata, o PMA já supriu cerca de 125 mil pessoas. Um relatório interagências sobre a situação humanitária na cidade recentemente apontou que a cidade continua a contar com o apoio externo para todas as suas necessidades alimentares.

Na vizinha Tunísia, o PMA está distribuindo ajuda alimentar aos refugiados da Líbia através do seu parceiro nacional, o Crescente Vermelho da Tunísia. Semanas atrás, a agência começou a fornecer pão, enquanto outros produtos alimentares de base foram adicionados na semana passada. Mais de 13.300 refugiados nas regiões de Tataouine e Medenine receberam rações alimentares completas até agora.

Enquanto isso, uma “operação especial” de três meses do Serviço Humanitário Aéreo das Nações Unidas (UNHAS) transportou, desde o início da crise, mais de mil passageiros de 115 diferentes organizações em 31 voos entre Malta, Cairo, Benghazi e Djerba, totalizando um custo de 4 milhões de dólares.