Líbano: Tribunal da ONU identifica quatro homens acusados do assassinato de ex-Primeiro-Ministro

Acusados do atentado terrorista em 2005 são todos libaneses e têm entre 34 e 50 anos.

Tribunal Especial para o LíbanoO Tribunal das Nações Unidas criado para julgar os responsáveis pelo assassinato do ex- Primeiro-Ministro do Líbano, Rafiq Hariri, revelou hoje (29/07) a identidade de quatro homens acusados pelo crime. Todos são libaneses e tem idade entre 34 e 50 anos.

Os mandados internacionais de prisão foram emitidos no dia 8 de julho e as autoridades libanesas têm até 11 de agosto para relatar o progresso da operação. Os nomes dos acusados pela explosão do carro-bomba no centro de Beirute no dia 14 de fevereiro de 2005, matando 22 pessoas, são: Salim Jamil Ayyash, Mustafa Amine Badreddine, Hussein Hassan Oneissi and Assad Hassan Sabra

A quebra na confidencialidade dos nomes, biografia e fotos foi autorizada pelo Juiz, Daniel Fransen. Parte do processo, no entanto, continua confidencial. O Tribunal Especial para o Líbano (STL) é uma corte independente criada a pedido do Governo libanês, com um mandato conferido pelo Conselho de Segurança. A sua sede fica em Haia, na Holanda.