Julgamento do general sérvio-bósnio Ratko Mladic será no dia 14 de maio

O Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (ICTY) mudou a data do julgamento do Ex-Chefe do Exército da Sérvia, o general sérvio-bósnio Ratko Mladic, para o dia 14 de maio. Antes previsto para fim de março, a data mudou para que ambas as partes (defesa e prossecução) tenham tempo de terminar os preparativos para o julgamento.

Promotores do caso esperam chamar mais de 400 testemunhas e apresentar cerca de 28 mil provas durante o julgamento. Serão necessários cerca de 200 horas para apresentar o caso.

Os advogados de defesa de Mladic argumentam que as condições de saúde do ex-general deveriam também ser consideradas na determinação do cronograma do julgamento, mas os juízes do ICTY afirmam não estarem convencidos de que seu atual estado de saúde justifique possíveis mudanças.

Mladic foi preso em maio do ano passado na Sérvia após ficar 16 anos foragido. Ele é acusado de comandar genocídios e outros crimes contra bósnios muçulmanos, bósnios croatas  e outras etnias não sérvias entre maio de 1992 e o fim de 1995.