Juiz Federal Odilon de Oliveira recebe prêmio das Nações Unidas contra a Corrupção

Na próxima sexta-feira, 9 de dezembro, Dia Internacional contra a Corrupção, o Juiz Federal Odilon de Oliveira será homenageado com o “Prêmio do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime – UNODC”, pelo trabalho desenvolvido no combate à corrupção.

Na próxima sexta-feira, 9 de dezembro, Dia Internacional contra a Corrupção, o Juiz Federal Odilon de Oliveira será homenageado com o “Prêmio do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime – UNODC”, pelo trabalho desenvolvido no combate à corrupção.

O prêmio será entregue durante o evento da Controladoria-Geral da União em comemoração ao Dia Internacional contra a Corrupção, a ser realizado no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, Sala Porto Seguro, a partir das 9h. Confira a programação.

Ainda no dia 9 de dezembro, o UNODC e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) lançam a nova campanha global “Faça sua Parte contra a Corrupção”.

A Campanha será lançada no dia 9 de dezembro nas Mídias Sociais e tem como objetivo fazer com que todo cidadão se sinta responsável por combater a corrupção, seja nos mais pequenos episódios do seu dia a dia, seja acompanhando e denunciando atos de corrupção.

Dia 9 de dezembro – Dia Internacional contra a Corrupção
Hora: 9h às 17h
Local: Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, Sala Porto Seguro
Endereço: Setor Hoteleiro Sul, Quadra 6, Lote 1, Conjunto A

Informações e entrevistas

Andrea Catta Preta
Assessora de Comunicação – UNODC
andrea.cattapreta@unodc.org
Tels.: (+5561) 3204-7206 / Cel.: 8118-0910
http://www.unodc.org/southerncone

Juiz Federal Odilon de Oliveira

Nascido em 26 de fevereiro de 1949, na Serra do Araripe, em Pernambuco, foi Procurador Autárquico Federal, Promotor de Justiça e Juiz de Direito. Juiz Federal desde 1987, Odilon de Oliveira sempre trabalhou na região de fronteira como magistrado federal, na área criminal.

Conhecido por atuar no combate ao crime organizado na região de fronteira com o Paraguai, na cidade de Ponta Porá, Mato Grosso do Sul, o juiz federal Odilon de Oliveira foi responsável pela prisão de mais de cem líderes do tráfico de drogas no país. Como consequência de sua luta contra o crime organizado, foi diversas vezes ameaçado de morte. As ameaças o levaram a viver sob escolta policial, afastou-se da família e chegou a praticamente perder a liberdade de ir e vir.

Em 2004/2005, atuando na fronteira com o Paraguai, o juiz residiu durante dez meses em hotel de trânsito do Exército, com escolta. Depois, por três meses, residiu no Fórum da Justiça Federal de Ponta Porã-MS, com uma escolta permanente de 06 a 08 agentes federais. Hoje, mora em Campo Grande, ainda com escolta. Atualmente é titular da única vara especializada no processamento de crimes financeiros e de lavagem de dinheiro de Mato Grosso do Sul.

Prêmio do UNODC

Desde 2008, o UNODC premia indivíduos, instituições e iniciativas que tenham contribuído significativamente no combate e na prevenção à corrupção. A premiação reforça a ideia de que a mobilização contra a corrupção deve vir de todos os setores da sociedade, desde a alta administração federal até o cidadão comum. Confira as premiações anteriores.