Jovens de 11 países da América Latina e Caribe participarão de concurso da ONU

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Dezessete projetos para o desenvolvimento sustentável e a superação da pobreza infantil foram selecionados nesta nova edição da iniciativa ‘Concausa’, organizada por América Solidária, CEPAL e UNICEF.

Jovens da primeira geração do Concausa. Foto: Concausa

Jovens da primeira geração do Concausa. Foto: Concausa

Jovens de 11 países da América Latina e Caribe serão os protagonistas da segunda versão do concurso para jovens “Concausa”, uma iniciativa da organização América Solidária, da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e do Escritório Regional do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

O Concausa busca identificar e divulgar propostas que visem ao fim da pobreza infantil na região, com o objetivo de cumprir a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Na nova versão do concurso, participaram 341 projetos de jovens de 15 a 17 anos de idade, de 11 países da região.

Do total de participantes, o juri do Concausa selecionou 17 projetos da Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, Haiti, Paraguai, Peru e Uruguai.

“A possibilidade de criar uma rede de jovens que se comprometam com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que se apropriem da Agenda 2030 e que a vejam como o caminho a ser seguido é o objetivo da CEPAL”, afirmou Alicia Bárcena, secretária-executiva do organismo.

Bárcena acrescentou que os jovens que participam da iniciativa “são rebeldes com causa, e é isso o que procuramos, a rebeldia perante um modelo de desenvolvimento que não nos oferece o que procuramos, porém com uma causa baseada na busca de mais igualdade e mais sustentabilidade”.

Os 17 grupos selecionados viajarão para Santiago (Chile) para participar de um encontro de formação que será realizado de 25 de novembro a 1 de dezembro de 2017.

O encontro será encerrado com uma cerimônia na sede regional da CEPAL, localizada na capital chilena, onde os jovens poderão apresentar seus projetos. Saiba mais sobre a iniciativa em concausa2030.com.


Mais notícias de:

Comente

comentários