Jovem brasileiro aborda questões de violência urbana em Fórum da Juventude na ONU em Nova York

Participante do Programa ‘Jovem de Expressão’, Wagner da Silva Pereira viajou de Ceilândia, Distrito Federal, à sede da ONU a convite do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

Wagner da Silva Pereira durante o Fórum da Juventude do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC), realizado entre os dias 02 e 03 de fevereiro em Nova York. Foto: UNODC

Wagner da Silva Pereira durante o Fórum da Juventude do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC), realizado entre os dias 02 e 03 de fevereiro em Nova York. Foto: UNODC

Um jovem brasileiro de Ceilândia, no Distrito Federal, representou o país no Fórum da Juventude do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC), realizado entre os dias 2 e 3 de fevereiro. A convite do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), Wagner da Silva Pereira viajou à sede da ONU em Nova York para ouvir e compartilhar experiências com outros jovens do mundo todo.

Segundo ele, “o mais importante dessa experiência foi a troca de experiências e relatos entre jovens de todo o mundo sobre temas tão diversos e relevantes”.

Durante o Fórum, foram discutidos os novos objetivos que as Nações Unidas estão desenvolvendo em conjunto com os Estados-membros da Organização. São os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que vêm para reposicionar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), a serem finalizados em 2015. A nova agenda, que será definida em setembro, inclui neste momento 17 objetivos e suas respectivas metas.

Os jovens dividiram-se em grupos de trabalho para debater cada um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável. “Dentro desses grupos de trabalho a gente primeiro fazia a problematização do tema, ou seja, identificava quais eram as falhas e o que poderia ser melhorado. Depois, a gente propôs algumas soluções que foram apresentadas para todo mundo no final da conferência”, afirmou Wagner.

A participação do representante brasileiro teve como foco o objetivo 16: promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis. O objetivo 16 representa uma novidade, uma vez que o tema da violência não integrou os Objetivos do Milênio. Nesse contexto, o Brasil tem recebido o foco da opinião pública internacional pelo número absoluto de homicídios, totalizando aproximadamente 50 mil mortes por ano.

Ele se preparou durante um mês para chegar à reunião com argumentos, dados e ideias para enfrentar a violência que afeta e tira a vida de milhares de jovens todos os anos em território brasileiro.

Wagner participa de um projeto social com cerca de 300 jovens do Programa Jovem de Expressão, coordenado pelo UNODC, Caixa Seguradora e pela Rede Urbana de Ações Socioculturais. Ele é coordenador do “Espaço Colaborativo”, que busca fomentar iniciativas empreendedoras dos participantes do programa, principalmente as que sejam relacionadas com a cultura urbana.