Jornalistas de Fortaleza têm até 8/12 para se inscrever em curso da ONU sobre saúde e direitos da mulher

Iniciativa visa preparar profissionais da imprensa e universitários de Jornalismo para abordar desafios de saúde pública, como a epidemia de zika, tendo em vista temas como gênero, raça e etnia. Com a formação, a ONU Mulheres espera melhorar o trabalho jornalístico e a divulgação de informação sobre a tríplice epidemia de arbovirsoses – dengue, zika e chikungunya. O objetivo das atividades é levar profissionais a abordar os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres nesse contexto de saúde específico.

Inscrições para curso sobre saúde e direitos das mulheres ficam abertas até 8 de dezembro. Imagem: ONU Mulheres

Inscrições para curso sobre saúde e direitos das mulheres ficam abertas até 8 de dezembro. Imagem: ONU Mulheres

Jornalistas de Fortaleza têm até 8 de dezembro para se inscrever no curso Comunicação, Saúde e Direitos das Mulheres, promovido pela ONU Mulheres e por entidades parceiras do campo da comunicação. A iniciativa visa preparar profissionais da imprensa e universitários de Jornalismo para abordar desafios de saúde pública, como a epidemia de zika, tendo em vista temas como gênero, raça e etnia.

Com a formação, a ONU Mulheres espera melhorar o trabalho jornalístico e a divulgação de informação sobre a tríplice epidemia de arbovirsoses – dengue, zika e chikungunya. O objetivo das atividades é levar profissionais a abordar os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres nesse contexto de saúde específico. Outra pauta do curso será a prevenção e a eliminação da violência de gênero.

A capacitação também conta com a parceria do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Em 2017, o curso já foi oferecido em Natal, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. As atividades em Fortaleza são voltadas para repórteres, editoras e editores, produtoras e produtores, assessoras e assessores de imprensa e estudantes universitários.

A iniciativa retoma os projetos de formação desenvolvidos pela ONU Mulheres em parceria entre a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). Em 2011, as entidades promoveram o curso Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas.

As inscrições são feitas por meio online — saiba como clicando aqui. Informações mais detalhadas estão disponíveis no blog do curso e eventuais dúvidas poderão ser enviadas para o e-mail: grejornalistas@gmail.com.

O curso está estruturado em três módulos – Mulheres, saúde, acesso aos direitos e os contextos de enfrentamento ao racismo, ao etnocentrismo e à violência em sociedade; Comunicação, ética e os princípios da solidariedade e justiça social na saúde; e Mídias digitais. Também estão previstas duas atividades pedagógicas, uma sobre leitura crítica da mídia e outra de produção de conteúdo por meio da interação com fontes especializadas.

Saiba mais sobre os parceiros do curso clicando aqui.