Jan Jarab é novo representante do Escritório de Direitos Humanos da ONU para América do Sul

Já está em Santiago do Chile Jan Jarab, o novo Representante na América do Sul do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. De nacionalidade tcheca, Jarab chegou à região depois de três anos e meio liderando o Escritório da ONU Direitos Humanos no México.

Jarab tem como horizonte a melhoria dos direitos humanos para ampliar os espaços democráticos na região, que enfrenta importantes desafios.

Jan Jarab, representante na América do Sul do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos - Foto: ACNUDH

Jan Jarab, representante na América do Sul do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos – Foto: ACNUDH

Com experiência internacional em direitos humanos desde diferentes perspectivas, já está em Santiago do Chile Jan Jarab, o novo Representante na América do Sul do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

De nacionalidade tcheca, Jarab chegou na região depois de três anos e meio liderando o Escritório da ONU Direitos Humanos no México. Anteriormente, desde 2010, ele foi Representante Regional da ONU Direitos Humanos para a Europa.Ele também trabalhou na Comissão Europeia em Bruxelas. Em seu país de origem, Jarab desempenhou funções no Escritório de Direitos Humanos da República Tcheca, como Comissário do Governo para os Direitos Humanos entre 2001 e 2004. Além disso, participou de forma ativa dos movimentos de direitos humanos a partir da sociedade civil.

Como Representante, Jan Jarab pretende continuar com o trabalho de seus antecessores no Escritório Regional, que foi criado em 2009. Consciente de que sua chegada ocorre em meio a importantes desafios para a América do Sul, Jarab tem como horizonte a melhoria dos direitos humanos para ampliar os espaços democráticos na região.

“Queremos trabalhar juntamente com os Estados e a sociedade civil para aprender as lições que a situação atual nos traz e daí avançar para uma maior e melhor proteção dos direitos humanos de todas as pessoas, sem discriminação”, disse.

Com sede em Santiago do Chile, o Escritório para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos trabalha com oito países da região: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

Para pedidos de imprensa, favor contatar María Jeannette Moya – Fone: +56979996907 ; email mmoya@ohchr.org