Itália vai financiar projeto da UNIDO para produção de antirretrovirais na África do Sul

Trabalho com governo local reduzirá custo e garantirá qualidade de medicamentos. Verba de 900 mil euros também abrange pesquisa para desenvolver vacina contra o vírus HIV.

Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO)A Itália vai financiar projeto da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) de combate ao HIV /Aids na África do Sul. O investimento de 900 mil euros, gerido pelo Instituto Italiano de Saúde, possibilitará o trabalho com os Departamentos de Comércio, Indústria e Saúde da África do Sul para desenvolver a produção local de antirretrovirais e de possível vacina.

“A produção local de medicamentos tem uma série de benefícios a partir da perspectiva da saúde. Ela permite maior controle por parte das autoridades reguladoras nacionais, e encurta as cadeias de fornecimento de produtos acabados. Isto pode proteger contra a falta de mantimentos. No entanto, os medicamentos produzidos localmente devem ser de qualidade apropriada e acessível para os contratos públicos e para as despesas de bolso”, disse na quarta-feira (25/01) o Diretor para o Desenvolvimento Industrial da UNIDO, Juergen Reinhardt.

De acordo com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS), 21,5% dos adultos na África do Sul vivem com HIV/Aids – a maior taxa do mundo.