‘Isso deve parar’, diz Secretário-Geral sobre a violência em Gaza e Israel

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, reteirou domingo (18) seu pedido para o fim da violência na Faixa de Gaza e em Israel, exortando as partes a um cessar-fogo imediato.

“Estou indo para a região para apelar pessoalmente para contribuir com os esforços em curso para acabar com a violência”, disse.

A nova onda de violência em Gaza e Israel – que inclui ataques com foguetes contra Israel a partir de Gaza e ataques aéreos israelenses na Faixa de Gaza – resultou em várias pessoas sendo mortas ou feridas em ambos os lados.

Ban Ki-moon disse que está “profundamente triste” com as mortes de mais de 10 membros da família Dalu, incluindo mulheres e crianças, e outros civis palestinos mortos como resultado da violência em curso em Gaza.

Ele também está alarmado com o disparo contínuo de foguetes contra cidades israelenses, que já matou vários civis israelenses.

“Isso deve parar”, afirmou, exortando as partes a cooperar com todos os esforços liderados pelo Egito para alcançar um cessar-fogo imediato. “Qualquer nova escalada vai inevitavelmente aumentar o sofrimento das populações civis afetadas e devem ser evitadas.”