Iraque: ONU lança linha direta para iraquianos deslocados localizados em áreas remotas

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) forneceu ajuda alimentar para mais de 1,5 milhão de pessoas deslocadas internamente no Iraque, em julho de 2015. Foto: PMA / Mohammed Al Bahbahani

Agências humanitárias das Nações Unidas anunciaram nesta segunda-feira (24) o lançamento de uma linha nacional direta no Iraque para responder à necessidade urgente de alimentos, assistência médica e abrigo de pessoas deslocadas pelos combates. Hoje, elas somam 3,2 milhões espalhadas em mais de 3 mil locais de difícil acesso em todo o país devastado pela guerra.

“Mais de 3,2 milhões de iraquianos foram deslocados desde o início de 2014 e nós simplesmente não somos capazes de chegar a todos, devido ao tamanho da crise”, declarou Bruno Geddo, representante do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) no Iraque, em comunicado conjunto. “As pessoas continuam se movimentando e muitas outras estão sendo deslocadas enquanto falamos.”

A linha direta foi projetada para que as pessoas forçadas a deixar suas casas por causa dos combates, assim como as comunidades afetadas, sejam capazes de buscar informações sobre ajuda humanitária, pedir assistência, e fornecer feedback confidencial sobre os serviços das agências humanitárias e atividades de sensibilização. O centro de informação já está funcionando em todo o Iraque e pode ser alcançado através de qualquer telefone móvel iraquiano discando 6999.