Ipea realiza consulta pública para adaptar metas da ONU à realidade brasileira

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) promove até 16 de dezembro uma consulta pública sobre as metas brasileiras para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS).

Em 2018, a instituição coordenou o processo governamental de adaptação dos ODS, uma iniciativa pioneira no mundo, que readequou a agenda da ONU às prioridades do Brasil. Agora, a sociedade pode dar sua opinião e enviar sugestões sobre os objetivos adaptados.

Governos, setor privado, sociedade civil e academia trabalham pela implementação da Agenda 2030 no Brasil. Foto: PNUD Brasil/Guilherme Larsen

Bandeiras dos ODS, Brasil e Nações Unidas, respectivamente. Foto: PNUD Brasil/Guilherme Larsen

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) promove uma consulta pública sobre as metas brasileiras para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Em 2018, a instituição coordenou o processo governamental de adaptação dos ODS, uma iniciativa pioneira no mundo, que readequou a agenda da ONU às prioridades do Brasil. Agora, a sociedade pode dar sua opinião e enviar sugestões sobre os objetivos adaptados.

A consulta está disponível na plataforma E-Democracia. Para participar, basta acessar o site https://consultaspublicas.ipea.gov.br. O prazo é dia 16 de dezembro de 2018.

Os ODS são um conjunto ambicioso de objetivos para eliminar a pobreza e a fome, promover saúde e educação de qualidade, reduzir desigualdades, erradicar a violência contra as mulheres e meninas e combater as mudanças climáticas até 2030. Os 17 ODS se desdobram em 169 metas, todas elas acordadas em 2015 pelos países-membros das Nações Unidas.

O processo de adequação dessa agenda à realidade do Brasil teve a participação de diversas instituições, considerando planos e programas nacionais, bem como os desafios do país para garantir o desenvolvimento sustentável na próxima década.

As metas nesta proposta do governo brasileiro vão nortear a construção de estratégias plurianuais e de políticas públicas nos três níveis: federal, estadual e municipal.