Inverno rigoroso faz ONU ampliar esforços para ajudar mais de 600 mil deslocados sírios

Alto Comissariado para Refugiados distribui cobertores, colchões, tendas, roupas de inverno, aquecedores, material de construção e realiza obras para conter inundações.

Um jovem refugiado sírio envolve-se em um cobertor grosso, parte da ajuda para sua família no inverno do norte do Iraque. Foto: ACNURO Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) afirmou na sexta-feira (11) que está implementando medidas para ajudar mais de 600 mil deslocados sírios que enfrentam o inverno rigoroso no Oriente Médio. Alertou também que é crescente o número de pessoas que fogem da violência no país, iniciada em março de 2011 com um levante contra o presidente Bashar al-Assad.

No norte da Jordânia, o campo de Za’atri inundou na semana passada, como resultado de uma das piores condições climáticas do país nos últimos 20 anos. O ACNUR enviou vários caminhões de cascalho para elevar o nível do solo e melhorar o escoamento. Uma obra também foi feita para liberar água nos riachos que cercam o campo, que deve estar seco em breve.

De acordo com o Porta-Voz do ACNUR, Adrian Edwards, “muitos dos que chegam [à fronteira com a Jordânia] estão descalços, com a roupa encharcada, coberta de lama e neve. Refugiados relatam descartar pertences para carregar seus filhos pelas áreas inundadas”. Para essas pessoas, a agência enviou na quinta-feira (10) mil cobertores, 500 colchões e roupas de emergência. O Programa Mundial de Alimentos (PMA) também colaborou com três mil refeições.

Atualmente, há 612.134 pessoas registradas ou aguardando registro como refugiados em países vizinhos da Síria.

No Líbano, o ACNUR trabalha com parceiros para enfrentar as inundações em assentamentos de refugiados no norte do país e numa habitação de refugiados na cidade de Sidon. A agência aumentou a distribuição de itens essenciais no local, como cobertores, aquecedores e roupas de inverno.

Na Turquia, a agência atua com o Crescente Vermelho para reforçar os campos, oferecendo milhares de tendas de inverno, aquecedores elétricos e mantas térmicas, entre outros itens. No entanto, apesar das precauções tomadas, houve dois incêndios em campos diferentes que mataram cinco crianças e deixaram outras duas feridas.

No Iraque, o ACNUR agência está tomando providências para enfrentar a falta de alimentos e de medicamentos, além de conceder assistência em dinheiro e material de construção para reforçar abrigos.

Na Síria, 40 abrigos foram criados para os deslocados que receberam ajuda para o inverno. Até o fim de 2012, mais de 400 mil pessoas foram auxiliadas pelo ACNUR em áreas acessíveis do país, concedendo ajuda não alimentar e dinheiro para aproximadamente 15 mil famílias.