Inundações na Índia já causaram pelo menos 600 mortes e preocupam ONU

Ban Ki-moon expressou ‘pesar’ pela perda de vidas e os danos a casas e à infraestrutura no país. Cerca de 7 mil pessoas ainda estão presas nas montanhas após enchentes e deslizamentos de terra.

Foto: UNOCHA

Foto: UNOCHA

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou nesta segunda-feira (24) seu ‘pesar’ pela perda de vidas e os danos a casas e à infraestrutura na Índia, devido às inundações torrenciais no norte do estado de Uttarakhand ao longo da última semana.

“Ele estende suas sinceras condolências ao povo e ao governo da Índia, especialmente às famílias daqueles que morreram, foram feridos ou afetados neste desastre”, disse um comunicado emitido por seu porta-voz.

Chuvas de monção na Índia este ano são as mais fortes dos últimos 80 anos, de acordo com relatos da mídia. Cerca de 7 mil pessoas ainda estão presas nas montanhas após enchentes e deslizamentos de terra.

Relatórios acrescentaram que o número de mortos em Uttarakhand deverá passar de mil. Mais de 600 pessoas já perderam suas vidas até agora, enquanto 80 mil foram resgatadas.

Ban Ki-moon saudou a resposta rápida por parte das autoridades de gestão de desastres da Índia, afirmando que a ONU “está pronta a dar o seu apoio” para a recuperação de emergência e esforços de reconstrução, “se necessário”.