Inter de Milão e ONU firmam parceria para desenvolvimento através do esporte

Estrelas do futebol Luis Figo e Francesco Toldo anunciam abertura de espaço na Tunísia que funcionará com apoio do Escritório da ONU sobre Esporte para o Desenvolvimento e a Paz.

A partir da esquerda: Francesco Toldo, Assessor Especial Wilfried Lemke, Embaixador Cesare Maria Ragaglini e Luís Figo. (ONU/Rick Bajornas)As estrelas do futebol Luis Figo e Francesco Toldo estiveram nesta quarta-feira (28) na sede das Nações Unidas para o lançamento de uma nova parceria entre a ONU e a organização de caridade Inter Campus, por meio da qual a equipe italiana de futebol Inter de Milão ajuda jovens carentes.

Os jogadores falaram de seu envolvimento com ações de caridade, com as quais atualmente ajudam 10 mil crianças  em 25 países com programas sociais e de cooperação.

Eles também anunciaram que abrirão um campus na Tunísia em parceria com o Escritório das Nações Unidas sobre Esporte para o Desenvolvimento e a Paz (UNOSDP). “É uma parceria fantástica para nós, que dará grande credibilidade ao trabalho que estamos fazendo”, disse Figo.

Toldo falou de como o Inter Campus funciona em muitas das mesmas áreas do mundo onde a ONU está igualmente comprometida com o avanço das agendas de segurança, paz e desenvolvimento, como por exemplo, no Oriente Médio, onde eles usaram o futebol para reunir 100 israelenses e 100 crianças palestinas. “Inicialmente, quando essas crianças entraram no campo de futebol, os israelenses e palestinos ocupavam lados opostos”, disse Toldo. “Mas quando demos a eles bolas de futebol e camisas da Inter, eles imediatamente se misturaram e jogaram juntos.”

O Assessor Especial do Secretário-Geral  para Esporte para o Desenvolvimento e a Paz, Wilfried Lemke, disse que a Inter de Milão tornou-se um “modelo” para outros clubes de futebol que estão começando agora a fazer mais no campo da responsabilidade social. “Estamos nos concentrando em como podemos usar o esporte como ferramenta para o desenvolvimento e a paz”,  declarou sobre os esforços da ONU nesta área.


Comente

comentários