Inscrições para o Prêmio L’Oréal/UNESCO/ABC para mulheres na ciência são prorrogadas

As inscrições vão até 07 de junho. Sete pesquisadoras brasileiras serão selecionadas e receberão bolsa-auxílio de 20 mil dólares cada.

UNESCO

A Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Comunicação (UNESCO) anunciou nesta sexta-feira (29) que cientistas mulheres de todo o Brasil têm, agora, até o dia 07 de junho de 2015 para inscrever seus projetos no prêmio L’Oréal/UNESCO/ABC Para Mulheres na Ciência. O prazo, que terminaria no próximo dia 31 de maio de 2015, foi prorrogado.

As pesquisadoras devem efetuar sua inscrição no site criado especialmente para os 10 anos do programa: www.paramulheresnaciencia.com.br . O espaço ainda traz informações sobre as histórias das vencedoras, curiosidades sobre o prêmio e o regulamento para as inscrições.

A cada ano, sete mulheres são premiadas pela qualidade e pelo potencial de suas pesquisas com uma bolsa-auxílio de 20 mil dóalres (convertidos em reais), para cada uma. Cientistas de todo o Brasil devem se inscrever em uma das quatro áreas de pesquisa: Biomédica, Biológica e da Saúde; Química; Física e Matemática.

Nesses 10 anos, o prêmio L’Oréal/UNESCO/ABC Para Mulheres na Ciência já reconheceu o trabalho de 61 pesquisadoras no país. As vencedoras da 10ª edição serão anunciadas em agosto e a cerimônia de premiação será em outubro.

Leia o regulamento: goo.gl/XlZT2v
Inscreva-se: bit.ly/1HBdM0A

Sobre o For Women in Science

Lançado em 1998, o L’Oréal/UNESCO For Women in Science, foi o primeiro prêmio dedicado às cientistas mulheres em todo o mundo. A cada ano, cinco notáveis pesquisadoras, uma por continente, são laureadas no programa. Em 17 anos, 87 cientistas de diferentes continentes, incluindo duas que foram depois vencedoras do Prêmio Nobel, foram premiadas em cerimônias que acontecem anualmente, na França, em março.

Com a escolha de Thaisa Bergmann na edição deste ano, seis brasileiras já incluíram seus nomes no time de estrelas da ciência do prêmio internacional: Mayana Zatz (Genética – USP), em 2001; Lucia Previato (Microbiologia – UFRJ), em 2004; Belita Koiller (Física – UFRJ), em 2005; Beatriz Barbuy (Astrofísica – USP), em 2009; e Marcia Barbosa (Física – UFRGS), em 2013.

Além do reconhecimento às grandes cientistas mundiais, o programa, em seus desdobramentos internacional e regionais, já incentivou mais de 2.250 mulheres de 110 diferentes países a darem continuidade às suas carreiras e seus importantes projetos de pesquisa. No Brasil, o Prêmio L’Oréal/UNESCO/ABC Para Mulheres na Ciência comemora em 2015 dez anos e já premiou 61 cientistas.