Iniciativa da ONU Mulheres sobre igualdade de gênero em empresas é tema de premiação no Brasil

Em março, os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs) foram destaque de eventos em Nova York que contaram com a participação de empresárias brasileiras e dirigentes da ONU. Nesta semana, a versão brasileira do Prêmio WEPs anunciou as vencedoras do concurso que escolheu empresas empenhadas em promover o empoderamento feminino.

Empresários e empresárias brasileiros e representantes das Nações Unidas participaram de evento em Nova York sobre os WEPs. Foto: ONU Mulheres

Empresários e empresárias brasileiros e representantes das Nações Unidas participaram de evento em Nova York sobre os WEPs. Foto: ONU Mulheres

Em evento paralelo à 60ª Sessão da Comissão sobre a Situação das Mulheres das Nações Unidas, em Nova York, líderes corporativos, empresárias de destaque, governantes, representantes da sociedade civil e da ONU se reuniram para discutir como o setor privado pode explorar o potencial de mulheres e meninas nos negócios.

Realizado em março, o encontro “Parceiros em Negócios pela Igualdade de Gênero: Multiplicadores para o Desenvolvimento” discutiu especificamente como empresas do mundo todo estão implementando os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs).

Essa iniciativa é fruto de uma parceria entre a ONU Mulheres e o Pacto Global das Nações Unidas para promover a igualdade de gênero em ambientes de trabalho. O projeto conta com o engajamento de mais de 1,1 mil CEOs em 80 países. No Brasil, 90 empresas são signatárias dos Princípios.

Presente na abertura do evento, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, destacou que “quando as empresas investem nas mulheres, elas veem grandes benefícios e um retorno de investimento. É claro que a igualdade de gênero é uma questão de negócios”.

A diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, ressaltou a importância de parcerias e colaborações com o setor privado, cujo engajamento “é essencial para alcançar os objetivos da Agenda 2030”. “A igualdade de gênero e a sustentabilidade devem ser integradas em todos os planos e estratégias de negócios”, afirmou.

Líderes de empresas brasileiras signatárias dos WEPs também participaram do encontro, levando casos de sucesso do Brasil. A diretora financeira executiva de Itaipu, Margaret Groff, falou sobre o prêmio WEPs Brasil, que está em sua segunda edição e tem como proposta estimular a paridade de gênero e o empoderamento das mulheres em empresas.

No Brasil, a Rede do Pacto Global da ONU desenvolve o projeto “Empoderando Refugiadas” em parceria com a ONU Mulheres, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o Programa de Apoio para a Recolocação dos Refugiados (PARR), a Cáritas e a Fox Time e com o apoio das lojas Renner.

A iniciativa visa a sensibilizar a área de recursos humanos das empresas sobre a importância da contratação de refugiadas e refugiados no Brasil e sobre o impacto que a violação dos direitos humanos pode provocar nos negócios.

Vencedores do WEPs Brasil 2016 anunciados

Prêmio WEPs Brasil busca reconhecer boas práticas empresariais de igualdade de gênero. Foto: Facebook WEPs

Prêmio WEPs Brasil busca reconhecer boas práticas empresariais de igualdade de gênero. Foto: Facebook WEPs

De um total de 137 empresas brasileiras autoavaliadas, 49 finalistas foram escolhidas pela equipe do WEPs Brasil e passaram por uma nova seleção para definir as vencedoras.

Os resultados foram divulgados nesta terça-feira (29), em cerimônia que contou com a participação da representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, do presidente da Rede Brasileira do Pacto Global, André Oliveira, e da integrante da Secretaria de Política Especial para as Mulheres, Tatau Godinho.

O prêmio contempla três categorias de reconhecimento: ouro, prata e bronze. Além disso, há uma menção honrosa para empresas que tenham se destacado por alguma ação especial. A escolha das finalistas foi feita por uma comissão de avaliadores, que checaram as informações prestadas pelas empresas durante visita nas próprias instituições.

A versão brasileira do Prêmio WEPs é organizada pela ONU Mulheres, a Itaipu Binacional, a Rede brasileira do Pacto Global, o Portal Tempo de Mulher e outras instituições.