Iniciativa da ONU Mulheres e Instituto Lojas Renner financia projetos de mulheres empreendedoras

Objetivo do programa ‘Empodera’ é disponibilizar até 1 milhão de reais para propostas que promovam o protagonismo feminino em negócios vinculados à cadeia produtiva do setor têxtil e de moda. Inscrições vão até 31 de maio.

Indústria têxtil e de moda é foco do edital de 2016 do projeto Empodera. Foto: Elói Corrêa/ AGECOM / Gov/BA

Indústria têxtil e de moda é foco do edital de 2016 do projeto Empodera. Foto: Elói Corrêa/ AGECOM / Gov/BA

Em parceria com a ONU Mulheres, o Instituto Lojas Renner abriu inscrições na quarta-feira (4) para mais um edital do Empodera – projeto que vai liberar 1 milhão de reais para iniciativas que promovam o empreendedorismo feminino. Organizações interessadas podem se cadastrar para participar da seleção até o dia 31 de maio.

As propostas deverão estar adequadas ao foco prioritário do edital deste ano, que deseja promover o empreendedorismo de mulheres cujos negócios estejam vinculados à cadeia produtiva do setor têxtil e de moda.

As iniciativas também deverão considerar aspectos de sustentabilidade, como a geração de impactos positivos para a sociedade e o meio ambiente e o aprimoramento dos processos produtivos e nas condições de trabalho.

Cada projeto selecionado receberá recursos no valor de até 60 mil reais. O montante será gerenciado pelo Fundo Baobá para Equidade Racial e os programas financiados deverão ser executados num prazo de, no máximo, nove meses.

Além da verba, as iniciativas receberão também um acompanhamento da gestão dos empreendimentos, e capacitação voltada para as questões de relações de trabalho, empoderamento das mulheres e igualdade de gênero.

Estão aptos a concorrer organizações e grupos produtivos legalmente constituídos há mais de dois anos e que sejam liderados por mulheres – parcial ou integralmente.

Para se inscrever, clique aqui.

“O investimento por parte de empresas como as Lojas Renner é de extrema importância para o alcance da igualdade de gênero na cadeia de valores da indústria têxtil. Projetos como o Empodera estão ajudando a romper barreiras estruturais que limitam o crescimento das mulheres no setor empresarial”, destacou a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman.

“Não será possível alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas sem o envolvimento das empresas, que representam uma grande fatia da criação de empregos e do crescimento econômico”, explicou a diretora nacional da agência da ONU.

Para o diretor-executivo do Instituto Lojas Renner e gerente de Sustentabilidade da companhia, Vinicios Malfatti, “o edital é uma oportunidade para que as organizações contribuam para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e igualitária. Esperamos receber projetos que, de fato, impactem positivamente na cadeia produtiva do setor de varejo têxtil”.

Fundado em 2008, o Instituto Lojas Renner já destinou mais de R$ 25 milhões em apoio a 496 projetos espalhados pelo país, beneficiando mais de 107 mil pessoas.

O organismo é uma organização de interesse público da sociedade civil e atua como parceiro das Lojas Renner na execução de um dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs) – iniciativa da ONU Mulheres e do Pacto Global das Nações Unidas da qual a empresa é signatária.

O instituto se dedica ao cumprimento do princípio nº 6: buscar a paridade entre homens e mulheres através de iniciativas comunitárias e de defesa.

Em 2016, as Lojas Renner esperam promover a igualdade de gênero em toda a sua cadeia de valor, incluindo colaboradores, fornecedores e a sociedade em geral, por meio dos investimentos financeiros liberados pelo Empodera.