Informações da OMS influenciam adiamento dos Jogos Olímpicos

Baseado em informações fornecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o rápido avanço da pandemia da COVID-19, o Comitê Olímpico Internacional (COI) declarou que está adiando os Jogos Olímpicos de 2020, que ocorreriam no Japão.

A decisão de adiar os Jogos foi anunciada num comunicado conjunto do Comitê Olímpico Internacional, parceiro das Nações Unidas, e do comitê organizador da Tóquio 2020.

A mensagem citou palavras do diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que na terça-feira (24) alertou que o número de casos globais aumentou de 200 mil para 300 mil em apenas quatro dias.

 

Bandeiras da ONU e das Olimpíadas – Foto: Evan Schneider/ONU

Bandeiras da ONU e das Olimpíadas – Foto: Evan Schneider/ONU

Baseado em informações fornecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o rápido avanço da pandemia da COVID-19, o Comitê Olímpico Internacional (COI) declarou que está adiando os Jogos Olímpicos de 2020, que ocorreriam no Japão.

A decisão de adiar os Jogos foi anunciada num comunicado conjunto do Comitê Olímpico Internacional, parceiro das Nações Unidas, e do comitê organizador da Tóquio 2020.
A mensagem citou palavras do diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que na terça-feira (24) alertou que o número de casos globais aumentou de 200 mil para 300 mil em apenas quatro dias.

O presidente do COI, Thomas Bach, e o primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, expressaram preocupação com o efeito que a pandemia está tendo na vida das pessoas e o impacto significante na preparação dos atletas de elite para os Jogos.

A possibilidade de manutenção dos Jogos Olímpicos antecipou em alguns dias a decisão, com Canadá e Austrália anunciando que não enviariam atletas para Tóquio e muitos países pedindo adiamento por conta do avanço da COVID-19.

As lideranças anunciaram que os Jogos serão adiados para “uma data depois de 2020, mas não depois de 2021, para preservar a saúde dos atletas, de todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e da comunidade internacional”.

No entanto, embora tenha sido adiado para o ano que vem, o nome oficial continuará sendo “Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020″. A chama olímpica continuará acesa e permanecerá no Japão.

É a primeira vez que os Jogos são adiados desde 1944. Eles foram cancelados em 1916 em função da Primeira Guerra Mundial e também em 1940 e 1944, por conta da Segunda Guerra Mundial. É a segunda vez que uma crise global afeta a realização dos Jogos no Japão, onde o evento aconteceria em 1940.

O esporte tem sido reconhecido pela ONU como um importante facilitador do desenvolvimento sustentável e está incluído na Agenda 2030. As Nações Unidas e o Comitê Olímpico Internacional têm trabalhado conjuntamente por diversos anos, em reconhecimento à contribuição que o esporte dá para o desenvolvimento e a paz.

O COI ganhou status de Observador Permanente da Assembleia Geral da ONU em 2009, garantindo que possa estar diretamente envolvido na Agenda da ONU e participe dos encontros da Assembleia Geral, onde pode fazer uso da palavra.