Indústria farmacêutica visita UNFPA para conhecer mandato sobre saúde sexual e reprodutiva

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) recebeu na terça-feira (7) equipe da empresa União Química Farmacêutica Nacional, que teve a oportunidade de conhecer o trabalho da agência da ONU no fornecimento de insumos e equipamentos em saúde sexual e reprodutiva.

Desde 2005, o UNFPA é o principal fornecedor em escala global de insumos (medicamentos, kits diagnósticos, métodos contraceptivos, produtos para saúde e outras tecnologias) na área de saúde reprodutiva para o setor público no Sul Global.

O UNFPA lidera a ação de prevenção e resposta à violência baseada em gênero e atua na promoção do acesso à saúde sexual e reprodutiva. Foto: UNFPA Brasil/Thais Rodrigues

O UNFPA lidera a ação de prevenção e resposta à violência baseada em gênero e atua na promoção do acesso à saúde sexual e reprodutiva. Foto: UNFPA Brasil/Thais Rodrigues

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) recebeu na terça-feira (7) equipe da empresa União Química Farmacêutica Nacional, que teve a oportunidade de conhecer o trabalho da agência da ONU no fornecimento de insumos e equipamentos em saúde sexual e reprodutiva.

Desde 2005, o UNFPA é o principal fornecedor em escala global de insumos (medicamentos, kits diagnósticos, métodos contraceptivos, produtos para saúde e outras tecnologias) na área de saúde reprodutiva para o setor público no Sul Global.

Todos os insumos adquiridos pelo UNFPA para fornecimento aos governos precisam cumprir os requisitos de eficácia e segurança definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Uma vez que os produtos conseguem cumprir esses requisitos, eles podem fazer parte do Programa Global de Aquisição de Insumos em Saúde Sexual e Reprodutiva (SSR) gerido pelo UNFPA.

O representante do UNFPA no Brasil, Jaime Nadal, ressaltou que a região está entre os principais requerentes de insumos de saúde sexual e reprodutiva. No entanto, esses insumos são produzidos principalmente no continente asiático e, por isso, acabam embutindo custos maiores com logística e tempo de entrega.

Durante o encontro, oficiais do UNFPA apresentaram outros projetos vinculados ao mandato. O presidente da União Química, Fernando de Castro Marques, falou sobre a capacidade produtiva da empresa e sua expertise no fornecimento de insumos, inclusive para o governo brasileiro.

O UNFPA busca estabelecer novas parcerias em insumos, devido à necessidade de um maior número de fornecedores pré-qualificados pela OMS na região. Por isso, o UNFPA incentiva os fabricantes de países do Sul Global a se candidatar à pré-qualificação.