Indonésia: ONU usa inteligência artificial para informar jovens sobre HIV

Numa tentativa de melhorar a qualidade das informações sobre saúde que chegam à juventude da Indonésia, o Programa das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) desenvolveu o ‘Pergunte ao Marlo’, um robô de conversas online — conhecido pelo nome chatbot. O software é alimentado por inteligência artificial e projetado para esclarecer todas as dúvidas relacionadas ao HIV.

'Chatbot' desenvolvido pelo UNAIDS usa inteligência artificial para tirar dúvidas sobre HIV. Foto: UNAIDS

‘Chatbot’ desenvolvido pelo UNAIDS usa inteligência artificial para tirar dúvidas sobre HIV. Foto: UNAIDS

Discussões sobre sexo e HIV na Indonésia ainda são um tabu e as informações disponíveis são frequentemente limitadas, pouco claras, de difícil compreensão e contraditórias. Para resolver esse problema, muitos jovens têm encontrado na internet respostas para questões que afetam a sua saúde e bem-estar.

Numa tentativa de melhorar a qualidade do conteúdo que chega à juventude, o Programa das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) desenvolveu o Tanya Marlo ou Pergunte ao Marlo (em tradução livre para o português), um robô de conversas online — conhecido pelo nome chatbot. O software é alimentado por inteligência artificial e projetado para esclarecer todas as dúvidas relacionadas ao HIV.

Marlo é um personagem que fornece informações básicas sobre HIV por meio de conteúdos amigáveis, como infográficos, questionários e listas de perguntas. Com apenas alguns toques, os usuários do Pergunte ao Marlo também podem agendar consultas de testagem para o HIV nos serviços de saúde de toda Jacarta, capital da Indonésia.

Os jovens que procurarem um bate-papo mais aprofundado são conectados a conselheiros reais, que estão de prontidão para conversar, orientar e encaminhar para serviços especializados. Os conselheiros recebem muitas perguntas sobre como ter acesso aos serviços de HIV e ao tratamento para o vírus.

“Muitas pessoas, particularmente os jovens, em Jacarta, ainda não conhecem informações básicas sobre HIV. Espero que, como conselheiro do Marlo, eu possa mudar isso”, disse um dos participantes.

O chatbot está integrado ao aplicativo de mensagens LINE. Quem deseja conversar com Marlo só precisa adicionar @tanyamarlo no programa e começar a dialogar. A Indonésia é um dos principais mercados do LINE, que tem cerca de 90 milhões de usuários. Cerca de 80% deles são jovens. Grande parte desse grupo usa o LINE Today para obter notícias e informações e para fazer compras.

Desde o lançamento em 1º de dezembro de 2018, o número de usuários do Pergunte ao Marlo cresceu, alcançando quase 3 mil seguidores no final de março. Os comentários no aplicativo mostram como o serviço é importante e necessário para a juventude.

“Com o app, não temos vergonha de tirar qualquer dúvida relacionada ao HIV”, afirma um estudante da Universidade Atma Jaya, que elogia o anonimato garantido pelo aplicativo.

“É tão bom para os jovens. Meus amigos e eu usamos muito o LINE, então esta é a plataforma perfeita para o Pergunte ao Marlo. Estou surpreso com o fato de que um chatbot possa ser usado para ensinar sobre coisas tão complexas como o HIV”, acrescenta outro jovem, formado em Psicologia pela Universidade da Indonésia.

Universitários, jovens profissionais, comunidades, ativistas da sociedade civil e o Ministério da Saúde já endossaram o chatbot. Vários influenciadores digitais e youtubers também aprovaram a iniciativa, o que ajudou a difundir o Marlo para um público mais amplo. A ideia agora é expandir o escopo do projeto para oferecer testes de HIV em outras grandes cidades da Indonésia.


Comente

comentários