História como ferramenta de cooperação cultural é tema de debate no Fórum da Aliança de Civilizações

A sessão temática “A História como ferramenta de cooperação cultural” destaca o interesse crescente na história, em particular da parte dos jovens. A história tem papel fundamental no diálogo intercultural e foi destacada na sessão a dimensão política da educação histórica.

História como ferramenta de cooperação cultural é tema de debate no Fórum da Aliança de CivilizaçõesA sessão temática “A História como ferramenta de cooperação cultural”, realizada na última sexta-feira (28) no III Fórum da Aliança de Civilizações, contou com a presença de especialistas no assunto. Os palestrantes focaram na importância da disseminação desta disciplina, principalmente no âmbito cultural.

Eles destacaram o interesse crescente na História, em particular por parte dos jovens, que tem um papel fundamental no diálogo intercultural, bem como a dimensão política da educação histórica. Contanto que haja transparência e seus objetivos estejam claros, danos podem ser evitados.

Outro ponto discutido na sessão foi a insistência em interação e convergências culturais, sendo ressaltada a necessidade de uma maior sensibilidade em relação à questão. As novas tecnologias se mostram essenciais para tal interação e convergência, principalmente a Internet. O relator Jean-Pierre Titz, da Divisão de História da Educação do Conselho da Europa, nos lembrou ao final da sessão uma idéia sempre presente nos discursos dos palestrantes de que muitas das interações positivas no decorrer da história foram originadas em conflito.

Em contrapartida, o palestrante brasileiro Elói Ferreira de Araujo, Ministro da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), fez questão de enfatizar que primeiro é necessário conhecer a história de seu próprio país antes de buscar entender e se relacionar com outros.

Analisaram também a importância de se dar apoio às iniciativas dos jovens, chamando inclusive um jovem representante do Youth and United Nations (un.org/youth) para falar um pouco da visão da juventude sobre o assunto.