Hipertensão contribui para 9,4 milhões de mortes anuais por doenças cardiovasculares no mundo, alerta OMS

Doença também aumenta o risco de insuficiência renal, cegueira e AVC. Agência pede por medidas de prevenção da doença, como a prática regular de atividade física.

A pressão arterial elevada é o principal fator de risco de morte para a OMS no sudeste asiático e é responsável por 1,5 milhão de mortes a cada ano. Foto: OMS/Jim Holmes

A pressão arterial elevada é o principal fator de risco de morte para a OMS no sudeste asiático e é responsável por 1,5 milhão de mortes a cada ano. Foto: OMS/Jim Holmes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu nesta quarta-feira (3) que os países intensifiquem seus esforços para prevenir e controlar a hipertensão, também conhecida como pressão alta, que afeta cerca de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.

Segundo a agência, a pressão alta contribui para cerca de 9,4 milhões de mortes por doenças cardiovasculares a cada ano e aumenta o risco de doenças como a insuficiência renal e a cegueira.

A hipertensão arterial é uma das causas mais constantes para doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais — que, juntos, formam a principal causa mundial de morte prematura e invalidez. A hipertensão é mais prevalente na África, onde afeta até 46% dos adultos.

A OMS ressaltou que todos podem tomar medidas simples para reduzir o risco de hipertensão, como consumir menos sal, ter uma dieta equilibrada, praticar atividades físicas regularmente, evitar o uso de tabaco e evitar o uso nocivo do álcool. Essas ações, juntamente com a medição da pressão arterial, também podem salvar o tempo e o dinheiro de indivíduos e governos.

A agência da ONU enfatizou a importância das práticas para melhorar a saúde e convocou todos os adultos a medir a sua pressão arterial no Dia Mundial da Saúde, no próximo domingo. A data é celebrada no dia 7 de abril de cada ano e marca o aniversário de fundação da OMS em 1948.

Em cada ano é selecionado um tema que destaca uma área prioritária de preocupação para a agência. O tema deste ano é “Medir sua pressão arterial, reduzir seu risco”, que foca a prevenção da hipertensão em pessoas com mais de 25 anos de idade.