Hábitat III: repensar a urbanização para a preservação dos ecossistemas

A Terceira Conferência da ONU sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável, que acontece em Quito em 2016, representa um marco para a renovação do compromisso global a favor da construção de cidades mais sustentáveis.

Compromisso político com o planejamento urbano é essencial para cidades mais inclusivas e sustentáveis. Foto: Alicia Nidjam/Creative Commons.

Compromisso político com o planejamento urbano é essencial para cidades mais inclusivas e sustentáveis. Foto: Alicia Nidjam/Creative Commons.

“A Hábitat III nos proporciona uma oportunidade enorme para revisitar conceitos tradicionais de urbanização, mudar nosso pensamento sobre as cidades e imaginar um mundo novo onde a urbanização contribua para o desenvolvimento e a preservação dos nossos ecossistemas”, declarou o secretário-geral da Terceira Conferência da ONU sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Joan Clos, durante a coletiva de imprensa organizada em Nova York nesta segunda-feira (26).  O também diretor executivo do Programa da ONU para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) descreveu os últimos avanços alcançados para a realização da Habitat III, que será sediada por Quito (Equador) em outubro de 2016.

O encontro mundial representa um marco para a renovação do compromisso global a favor da construção de cidades mais sustentáveis. A Conferência promoverá ainda a adoção de uma “nova agenda urbana”, que impulsiona políticas e estratégias que aproveitem a força da urbanização como motor de desenvolvimento, mudança e melhora na qualidade de vida das pessoas que vivem nas cidades.

A contribuição das cidades ao aquecimento global, como maiores fontes geradoras de gases de efeito estufa, também será abordado, bem como estratégias para mitigar os seus efeitos e promover sociedades mais justas.

Assista a coletiva na íntegra: