Guterres reafirma compromisso da ONU com Afeganistão em visita ao país

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Expressando solidariedade ao povo afegão após a recente onda de violência no país, o secretário-geral da ONU, António Guterres, endossou nesta quarta-feira (14) o total compromisso das Nações Unidas com o governo e o povo afegão para a construção de um futuro próspero e sustentável.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Expressando solidariedade ao povo afegão após a recente onda de violência no país, o secretário-geral da ONU, António Guterres, endossou nesta quarta-feira (14) o total compromisso das Nações Unidas com o governo e o povo afegão para a construção de um futuro próspero e sustentável.

“A paz é a solução (…). A comunidade internacional, os países vizinhos e todos aqueles relacionados à crise afegã precisam se unir e entender que esta guerra não tem solução militar”, disse o secretário-geral em coletiva de imprensa em Cabul.

“Precisamos de paz”, acrescentou, endossando que, ao mesmo tempo, o nível de assistência humanitária ao país precisou ser elevado, e que é preciso criar as condições necessárias para que o povo afegão possa viver com dignidade.

Desde a época em que ocupou o cargo de alto-comissário da ONU para Refugiados (2005-2015), Guterres tem feito visitas de solidariedade às comunidades muçulmanas durante o mês do Ramadã, e sua visita ao Afeganistão foi uma continuidade dessas iniciativas.

Em Cabul, o chefe da ONU reuniu-se com mulheres e homens deslocados da província de Kapisa, e que agora vivem em um assentamento nos arredores da capital afegã.

Durante as visitas, os deslocados disseram que a segurança permanecia como pré-requisito para seu retorno, e que educação, especialmente para mulheres e meninas, era necessária para apoiar a si e suas famílias. Eles também enfatizaram a necessidade de atendimento médico.

“Tenho uma enorme admiração pela coragem e a resiliência pelo povo afegão, e elas foram eloquentemente demonstradas em uma reunião esta manhã”, disse o chefe da ONU.

O secretário-geral também realizou reuniões bilaterais com o presidente afegão, Ashraf Ghani, assim como com o chefe de governo, Abdullah Abdullah, nas quais foi discutida a cooperação entre a Organização e o governo afegão, assim como a situação de segurança no país e a necessidade de maior mobilização da comunidade internacional para combater o terrorismo.


Comente

comentários