Guterres indica economista dinamarquesa como chefe da ONU Meio Ambiente

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, informou no sábado (16) à Assembleia Geral sua intenção de indicar a economista e ambientalista dinamarquesa Inger Andersen como nova diretora-executiva da ONU Meio Ambiente.

Inger Andersen é atualmente diretora-geral da União Internacional para a Conservação da Natureza, um cargo que ocupa desde 2015. Anteriormente, ocupou diversas posições de liderança no Banco Mundial e nas Nações Unidas.

A dinamarquesa Inger Andersen é atualmente diretora-geral da União Internacional para a Conservação da Natureza. Foto: ONU Meio Ambiente

A dinamarquesa Inger Andersen é atualmente diretora-geral da União Internacional para a Conservação da Natureza. Foto: ONU Meio Ambiente

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, informou no sábado (16) à Assembleia Geral sua intenção de indicar a economista e ambientalista dinamarquesa Inger Andersen como nova diretora-executiva da ONU Meio Ambiente. A decisão foi tomada após consultas com presidentes de grupos regionais de Estados-membros.

Inger Andersen é atualmente diretora-geral do grupo que reúne governos e organizações da sociedade civil União Internacional para a Conservação da Natureza, um cargo que ela ocupa desde 2015.

Anteriormente, ocupou diversas posições de liderança no Banco Mundial e nas Nações Unidas, mais recentemente como vice-presidente para Oriente Médio e Norte da África no Banco Mundial e vice-presidente de Desenvolvimento Sustentável e chefe do grupo consultivo do conselho do Fundo de Pesquisa Agrícola Internacional.

A nomeação de Inger Andersen como chefe da ONU Meio Ambiente será submetida à análise da Assembleia Geral da ONU.


Comente

comentários