Guterres defende retomada de negociações para desarmamento e controle de armas no mundo

O secretário-geral da ONU, António Guterres, elogiou a decisão adotada na sexta-feira (16) pela Conferência do Desarmamento, realizada em Genebra, de dar andamento a seu “substantivo trabalho”, com o objetivo de levar a uma retomada das negociações sobre medidas efetivas para o desarmamento e o controle de armas no mundo.

Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/Mark Garten

Secretário-geral da ONU, António Guterres. Foto: ONU/Mark Garten

O secretário-geral da ONU, António Guterres, elogiou a decisão adotada na sexta-feira (16) pela Conferência do Desarmamento, realizada em Genebra, de dar andamento a seu “substantivo trabalho”, com o objetivo de levar a uma retomada das negociações sobre medidas efetivas para o desarmamento e o controle de armas no mundo.

De acordo com comunicado emitido por seu porta-voz, Guterres afirmou que a atual situação da segurança internacional revela a vital necessidade de retomar o desarmamento como “um componente integral de nossos esforços coletivos de prevenir o conflito armado e manter a paz e a segurança internacional”.

“Medidas para o desarmamento e o controle de armas, que foram buscadas com sucesso mesmo durante a Guerra Fria, contribuem para reduzir as tensões, evitar conflitos e promover o desenvolvimento sustentável”, disse Guterres.

O secretário-geral da ONU pediu ainda que os Estados-membros façam uso desse mecanismo, redobrem seus esforços e cheguem a um novo consenso para o desarmamento.