Guterres defende fim de armamentos nucleares na Península Coreana para evitar ‘catástrofe’

Em reunião nesta terça-feira (16) com os Estados-membros da Assembleia Geral, o chefe das Nações Unidas, António Guterres, elencou 12 prioridades para 2018 — entre elas, o apaziguamento das tensões na Península Coreana. Em coletiva de imprensa após o pronunciamento, o secretário-geral da ONU afirmou que uma guerra é “evitável”, mas enfatizou a necessidade de acabar com os armamentos nucleares na região, afim de evitar uma “catástrofe potencial”.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, em pronunciamento para Estados-membros da Assembleia Geral. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Secretário-geral da ONU, António Guterres, em pronunciamento para Estados-membros da Assembleia Geral. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Em reunião nesta terça-feira (16) com os Estados-membros da Assembleia Geral, o chefe das Nações Unidas, António Guterres, elencou 12 prioridades para 2018 — entre elas, o apaziguamento das tensões na Península Coreana. Em coletiva de imprensa após o pronunciamento, o secretário-geral da ONU afirmou que uma guerra é “evitável”, mas enfatizou a necessidade de acabar com os armamentos nucleares na região, afim de evitar uma “catástrofe potencial”.

Guterres também cobrou a implementação plena de todas as sanções do Conselho de Segurança à Coreia do Norte. Lembrando a reabertura dos canais de comunicação entre as Coreias do Norte e Sul, incluindo entre braços militares dos Estados, o dirigente máximo das Nações Unidas elogiou o que descreveu como “pequenos sinais de esperança”.

“Eu também estou encorajado pela decisão da Coreia do Norte de participar das próximas Olimpíadas de Inverno na Coreia do Sul. Eu mesmo estarei lá para a cerimônia de abertura”, disse o secretário-geral.

Segundo Guterres, esses pequenos avanços devem ser a base para a ampliação de esforços diplomáticos rumo à “desnuclearização” da Península Coreana. Em resposta a jornalistas, o secretário-geral disse acreditar que “a guerra é evitável, mas as paz não está garantida”.