Grupo de agências da ONU lança roteiro para Desenvolvimento Sustentável

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Ferramenta lançada pelo Grupo Interagencial da ONU no Brasil para a Agenda 2030 ajudará governos locais e regionais a implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A publicação foi elaborada por organismos da ONU e governo brasileiro e tem apoio da ONU-Habitat e do PNUD.

O Grupo Interagencial da ONU no Brasil para a Agenda 2030 lançou uma ferramenta que ajudará governos locais e regionais a implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). É o Roteiro para a Localização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Implementação e Acompanhamento no Nível Subnacional.

A publicação apresenta estratégias e iniciativas que já ocorrem no Brasil e podem ser adaptadas a diferentes cidades e regiões. Ela foi elaborada por diversos organismos da ONU e membros do governo brasileiro, com apoio da ONU-Habitat e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O roteiro está dividido em cinco eixos: “Sensibilização”, “Defendendo a Ideia”, “Implementação”, “Acompanhamento” e “Para onde vamos a partir daqui?”. Com base na publicação global, lançada em inglês, o documento em português foi adaptado ao contexto brasileiro, incluindo boas práticas dos organismos da ONU no Brasil.

“Os casos relatados pelas agências especializadas, fundos, programas e entidades da ONU no Brasil foram cuidadosamente selecionados por especialistas das mais diversas áreas do conhecimento. Esperamos que a publicação seja útil para a construção de agendas propositivas e comprometidas com a implementação da Agenda 2030 em âmbito local por todo o país”, disse o coordenador do Sistema ONU no Brasil e representante residente do PNUD no país, Niky Fabiancic.

Localização

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis – é o eixo central do processo de localização. Ele leva em consideração os contextos subnacionais no alcance da Agenda 2030, desde o estabelecimento de objetivos e metas até a determinação dos meios de implementação, bem como o uso de indicadores para medir e acompanhar o progresso.

Para consultar e fazer o dowload da publicação, acesse aqui. 


Mais notícias de:

Comente

comentários