Governo líbio está comprometido com os direitos humanos, diz comissão da ONU

Membros da Comissão de Inquérito para Líbia estiveram em Trípoli entre 31 de novembro e 16 de dezembro para investigar violações dos direitos humanos durante a guerra civil.

Membros da Comissão de Inquérito das Nações Unidas para a Líbia disseram estar contentes com o comprometimento com os direitos humanos do Conselho Nacional de Transição líbio. A comissão esteve na capital Trípoli entre os dias 31 de novembro e 16 de dezembro para continuar as investigações sobre as violações das leis humanitárias internacionais durante o período da guerra civil.

“Estamos satisfeitos com os primeiros passos dados pelo governo para resolver as violações de direitos humanos no recente conflito”, afirmou o Presidente da Comissão, o juiz Philippe Kirsch.

Durante a visita, houve encontros com o Presidente do Conselho Nacional de Transição líbio, Mustafa Abdul Jalil, membros do governo, membros de organizações não-governamentais e detentos. “A Comissão está investigando sérias violações de direitos humanos e da lei humanitária internacional pelo regime de Kadafi e outras forças envolvidas no conflito”, disse Kirsch.

Investigadores e membros da comissão também visitaram locais onde teriam ocorridas execuções extrajudiciais por forças de Kadafi e escutaram depoimentos sobre outras violações. Em 2012, o estudo continuará pelas cidades de Ajdabiya, Benghazi, Bani Walid, Brega, Misratah, Nalut, Sirte, Yefren e Zintan.