Governo federal e PNUD reforçam compromisso com implementação da Agenda 2030

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A Secretaria de Governo da Presidência da República, a Agência Brasileira de Cooperação e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) assinaram na quinta-feira (29) documento que institui a nova fase do Projeto Brasil ODS 2030.

Até 2020, estão previstos investimentos de 18 milhões de dólares no Projeto Brasil ODS 2030, sendo que 6,1 milhões de dólares já foram implementados em iniciativas para o alcance da Agenda 2030. Os recursos vêm de empresas estatais parceiras e bancos públicos de fomento.

Secretaria de Governo da Presidência da República, Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e PNUD assinaram documento que institui nova fase do Projeto Brasil ODS 2030. Foto: Guilherme Larsen/PNUD Brasil.

Secretaria de Governo da Presidência da República, Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e PNUD assinaram documento que institui nova fase do Projeto Brasil ODS 2030. Foto: Guilherme Larsen/PNUD Brasil.

A Secretaria de Governo da Presidência da República, a Agência Brasileira de Cooperação e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) assinaram na quinta-feira (29) documento que institui a nova fase do Projeto Brasil ODS 2030.

O objetivo da iniciativa é promover articulação, mobilização e diálogo com unidades da federação, sociedade civil e setor privado, com foco na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Atividades conjuntas serão realizadas nos âmbitos nacional e local, contribuindo para o fortalecimento da erradicação da pobreza, da justiça econômica sustentável e de boas práticas para o alcance dos ODS no país.

A assinatura ocorreu durante a cerimônia de posse dos membros da Comissão Nacional dos ODS, em evento no Palácio do Planalto, em Brasília. Na ocasião, tomaram posse na comissão oito representantes de governos estaduais, municipais e federal, e oito membros da sociedade civil organizada.

Até 2020, estão previstos investimentos de 18 milhões de dólares no Projeto Brasil ODS 2030, sendo que 6,1 milhões de dólares já foram implementados em iniciativas para o alcance da Agenda 2030. Os recursos vêm de empresas estatais parceiras e bancos públicos de fomento.

O ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, ressaltou que o Brasil está no caminho para o cumprimento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e que a Comissão Nacional é um grande passo para o alcance da Agenda 2030.

“Estamos olhando para o desenvolvimento sustentável em todas as suas dimensões: econômica, social, ambiental e institucional”, disse.

Imbassahy também ressaltou que a comissão é exemplo para outros países e que o processo de escolha dos integrantes foi paritário e respeitou a participação de diferentes segmentos da sociedade, ressaltando o perfil técnico das organizações envolvidas.

Durante a cerimônia, o coordenador-residente da ONU no Brasil e representante-residente do PNUD no país, Niky Fabiancic, afirmou que a comissão terá papel central na implementação da Agenda 2030.

“É preciso promover a atuação de governantes, gestores, representantes de movimentos sociais e do setor privado. Esta comissão que toma posse hoje vem fortalecer os esforços de implementação dos ODS. Essas organizações terão papel fundamental na orientação do planejamento e das ações para o avanço brasileiro na implementação da Agenda 2030”, ressaltou.


Mais notícias de:

Comente

comentários