Governo do Ceará disponibiliza estações móveis de tratamento d´água para projeto da ONU no meio rural

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Três estações móveis de tratamento de água foram disponibilizadas neste mês pelo governo do Ceará para o Projeto Paulo Freire, iniciativa do Executivo estadual em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) para combater a pobreza no meio rural. Equipamentos foram financiados pela agência da ONU e abastecerão cisternas instaladas nas comunidades beneficiadas pelo programa. Sistemas de purificação podem produzir até 75 mil litros de água limpa por dia.

Com um funcionamento diário de 15 horas, cada estação móvel pode produzir até 75 mil litros de água tratada por dia. Foto: Governo do Ceará

Com um funcionamento diário de 15 horas, cada estação móvel pode produzir até 75 mil litros de água tratada por dia. Foto: Governo do Ceará

Para garantir o acesso a água potável em comunidades rurais, o governo do Ceará entregou à população neste mês (9) cinco Estações Móveis de Tratamento de Água. Equipamentos públicos vão suprir necessidades de cidadãos em situação de emergência. Três desses sistemas foram financiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e serão utilizados pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) para a utilização de recursos hídricos por beneficiários do Projeto Paulo Freire, iniciativa do Executivo estadual em parceria com a agência da ONU.

Uma das metas do programa financiado pela agência da ONU é a implantação, até 2019, de 12 mil cisternas nas 600 comunidades mais pobres do estado. Com as estações móveis, a expectativa do governo estadual é entregar as cisternas abastecidas. Com isso, famílias terão acesso imediato a água própria para consumo sem precisar esperar as próximas chuvas.

“A ideia inicial é abastecer cisternas que estamos implementando nos 31 municípios do estado contemplados pelo Projeto Paulo Freire. Através destes recursos, estamos adquirindo os carros-pipa e as cisternas para garantir água de qualidade próximo das comunidades”, detalhou o secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira.

O projeto atenderá inicialmente às populações dos municípios de Cariri Oeste, Sertão dos Inhamuns e Região Norte (Sobral).

O investimento para entregar as cincos estações móveis foi de 1 milhão de reais. Com carros-pipa, caminhonetes, acessórios adicionais e capacitações, o montante mobilizado chega a 6 milhões de reais. Cada sistema de tratamento vem acompanhado de três carros-pipa: dois com capacidade de 10 mil litros e um com capacidade de 6 mil litros, além de uma caminhonete tracionada para rebocar a estação e auxiliar em outras operações.

Até 75 mil litros de água limpa por dia

As estações móveis podem dessalinizar, descontaminar e purificar água bruta, transformando-a em água potável. Com operação de 15 horas por dia, cada sistema poderá produzir até 75 mil litros de água tratada, o suficiente para abastecer sete cisternas com capacidade individual de 8 mil litros.

Cada máquina é projetada para lidar com qualquer fonte de água — o que significa que a mesma unidade pode oferecer água de qualidade a partir de mananciais com níveis diferentes de impurezas. Os técnicos responsáveis pelo manuseio dos equipamentos serão capacitados por gestores israelenses com altos conhecimentos na área de tratamento de água.

A produtividade dos equipamentos será determinada em função do mês, considerando o tempo que falta para a chegada da quadra chuvosa cearense. A estimativa do governo é de que as três estações móveis disponibilizadas para o Paulo Freire conseguirão abastecer 28 cisternas por dia.

“A palavra de ordem é diversificar as fontes hídricas. Através de equipamentos deste tipo, você pode aproveitar até as águas poluídas. A água passa por todo um processo até ficar no ponto de beber. É algo muito importante para as pequenas comunidades rurais e para as próprias cidades de maior porte, para atender comunidades em momentos de situação mais crítica”, completou o secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira.


Mais notícias de:

Comente

comentários