Gestores públicos de SP participam de projeto para implementar objetivos globais localmente

Porto de Santos, em São Paulo. Foto: Prefeitura de Santos

Representantes de prefeituras de municípios do litoral sul do estado de São Paulo participaram na terça-feira (29) da apresentação do projeto sobre territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Resultado de parceria entre Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Petrobras, a iniciativa fortalecerá as capacidades dos atores locais para a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Por meio da identificação de indicadores relativos às metas dos ODS, será possível promover políticas públicas para a erradicação da pobreza, o crescimento econômico inclusivo e a sustentabilidade ambiental, de forma integrada.

Em reunião na prefeitura de Santos, representantes do PNUD e da Petrobras discutiram com gestores públicos do município ferramentas para acelerar a implementação da Agenda 2030.

A identificação de indicadores locais, constituindo uma base de dados para a formatação de políticas públicas, será um dos benefícios do projeto. Com isso, prefeituras, sociedade civil e o setor privado poderão pautar o desenvolvimento em linha com as metas da Agenda 2030.

“Hoje, o litoral de São Paulo e a Baixada Santista compartilham uma série de situações, e as cidades precisam estar unidas, por mar, terra ou ar e, principalmente, economicamente”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente da prefeitura de Santos, Marcos Libório.

“Quanto mais nos unirmos na construção de uma política pública, mais poderemos ultrapassar todas as barreiras possíveis em prol do desenvolvimento sustentável. A gente tem que trabalhar junto, tem que consolidar esforços e ter uma agenda construtiva e realmente de realização. Temos que destravar o desenvolvimento para incrementar o crescimento econômico e sustentável no litoral paulista”, completou.

No município de Peruíbe, participaram da apresentação do projeto representantes das prefeituras das cidades de Iguape e Mongaguá, além de gestores públicos locais. Na ocasião, foram debatidas as áreas de atuação do projeto e os principais objetivos para fortalecer a implementação da Agenda 2030.

“A territorialização é uma ótima oportunidade para fortalecermos um instrumento de gestão e planejamento das nossas políticas públicas. Dimensionando o que realmente temos como desafio diante de um diagnóstico, podemos nos subsidiar de informações e entender melhor nosso território e com certeza nos conectar com aquilo que é fundamental ao nosso desenvolvimento em diversas áreas”, disse a diretora do departamento de Agricultura e Meio Ambiente da cidade de Peruíbe, Rosângela Barbosa.

O projeto de territorialização dos ODS atenderá 110 municípios em 14 estados brasileiros. Após a apresentação da iniciativa a gestores públicos, sociedade civil e setor privado, serão produzidos indicadores para cada um dos municípios como forma de subsídio para a formatação de políticas públicas alinhadas às metas da Agenda 2030.