Furacão Irene provoca inundações sem grandes perdas no Haiti, avalia ONU

Houve inundações e deslizamentos no norte do país, com danos em áreas agrícolas. Quase 12 mil homens estão de prontidão e 500 pessoas tiveram de deixar local que viviam.


O furacão Irene provocou fortes chuvas, inundações e danos agrícolas no norte do Haiti, segundo informações do Escritório das Nações Unidas de Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA). Material de apoio para socorrer vítimas está pré-posicionado, mas não há registro de grandes perdas.

Mais de 160 pontos foram preparados para receber pessoas que precisem deixar as áreas. Porém, até agora apenas um foi ocupado por 500 pessoas. Algumas estradas estão interditadas por causa de deslizamentos e isso fez com que a ONU colocasse quase 12 mil soldados e policiais de prontidão para possíveis operações de resgate.

O empobrecido país caribenho ainda luta para recuperar-se do devastador terremoto de janeiro de 2010  – que matou mais de 200 mil pessoas e deixou 2,3 milhões de deslocados – e do furacão Tomas, que atingiu a região em novembro passado, gerando enchentes e desencadeando uma epidemia de cólera com seis mil mortos e 20 mil infectados.