Fundo de População da ONU reforça parceria com Ministério da Saúde na área farmacêutica

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) reforçou na terça-feira (10) em Brasília (DF) parceria firmada com o Ministério da Saúde para qualificar profissionais da área e fornecer medicamentos de qualidade à população.

Segundo o UNFPA, a parceria prevê a assistência farmacêutica, que inclui identificar boas práticas e evidências científicas para subsidiar a formulação de novas diretrizes na área, e a pré-qualificação dos insumos em saúde sexual e reprodutiva, o que permite aos fornecedores brasileiros entrarem no mercado internacional e no catálogo global da ONU.

Representantes da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde em visita à Casa da ONU. Foto: UNFPA Brasil

Representantes da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde em visita à Casa da ONU. Foto: UNFPA Brasil

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) reforçou na terça-feira (10) em Brasília (DF) parceria firmada com o Ministério da Saúde para qualificar profissionais da área e fornecer medicamentos de qualidade à população.

Segundo o UNFPA, a parceria prevê a assistência farmacêutica, que inclui identificar boas práticas e evidências científicas para subsidiar a formulação de novas diretrizes na área, e a pré-qualificação dos insumos em saúde sexual e reprodutiva, o que permite aos fornecedores brasileiros entrarem no mercado internacional e no catálogo global da ONU.

Durante visita à Casa da ONU, o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde, Marco Fireman, ressaltou a importância da iniciativa. “Com esse projeto, conseguiremos qualificar o atendimento de qualidade ao cidadão, que fica na ponta da cadeia. E também oferecer insumos de qualidade. É o medicamento na hora certa, na medida certa e com o atendimento farmacêutico de qualidade”, declarou. O projeto visa promover a gestão eficiente e eficaz da assistência farmacêutica do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o representante do UNFPA no Brasil, Jaime Nadal, a agência é o principal fornecedor em escala global de insumos na área de saúde reprodutiva (medicamentos, kits diagnósticos, métodos contraceptivos, produtos para saúde e outras tecnologias) para o setor público no mundo. “Com a nossa atuação na América Latina e no Caribe, também temos o interesse de ampliar o trabalho realizado para outros países interessados”, declarou.

Para o assessor regional para segurança de insumos do UNFPA, Federico Tobar, a parceria oferece inúmeras vantagens ao Brasil. “Além de estar mais próximo dos países da América Latina e Caribe, grandes compradores de insumos de saúde que cada ano compram por meio do UNFPA em torno de 10 milhões de dólares em medicamentos, o Brasil também possui uma agência reguladora reconhecida como referência em todo o mundo. Qualquer produto registrado na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) tem maior facilidade de ser homologado na América Latina”.


Mais notícias de:

Comente

comentários